Acionistas da EA rejeitam o plano de remuneração executiva

Acionistas da EA se reuniram na semana passada

Embora muitas empresas de videogames tenham se saído bem financeiramente na pandemia, muitas pessoas estão preocupadas em conseguir sobreviver. Nestes tempos sem precedentes, existe um número considerável de trabalhadores preocupados com o seu trabalho. Embora a Electronic Arts (EA) esteja indo bem, a maioria dos acionistas rejeitou o pagamento de prêmios especiais de ações aos executivos de alto escalão, tendo em vista o pagamento de funcionários regulares.

Com a EA no topo nas vendas Steam em junho, a empresa mostrou estar indo muito bem, apesar de todos os fatores externos que têm afetado a economia mundial. No entanto, o funcionário médio do estúdio de jogos não via o benefício de seu trabalho árduo em um nível comparável ao dos superiores na Electronic Arts, então uma grande maioria dos acionistas da empresa decidiu evitar que a diferença salarial entre eles aumentasse.

EA

Os acionistas da EA se reuniram em 6 de agosto para discutir e votar um plano de “opinião sobre o pagamento” que a empresa planejava instituir durante sua reunião anual. No entanto, 68% dos acionistas, o que equivale a cerca de 171.000 votos, se opuseram a essa ideia, que daria aos executivos de alto escalão prêmios de ações maiores.

Com números tão altos, nunca houve tanta oposição dos acionistas à empresa quanto ao pagamento dos funcionários. A Electronic Arts concedeu dois prêmios multimilionários a seus executivos Blake Jorgensen, diretor financeiro da EA, e Kenneth Moss, diretor de tecnologia da empresa, e essas ações causaram preocupação aos investidores da empresa.

Muitos fatores foram levados ao conhecimento dos acionistas antes da votação. Muitos dos executivos da EA são generosamente recompensados ​​por seu trabalho com salários bem pagos. No ano fiscal de 2019, cerca de 4% dos funcionários da empresa foram dispensados, enquanto os altos executivos receberam os mesmos bônus caros e grandes prêmios de ações.

Mesmo que eles não tenham aceitado seus bônus naquele ano fiscal, a decisão parecia se basear mais nos lucros baixos daquele ano do que nos funcionários que haviam sido demitidos. Esses são alguns dos fatores que levaram a Electronic Arts a ser uma das poucas empresas cujos acionistas fazem algo para se opor ao aumento dos ganhos monetários dos principais executivos.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: