Análise Análises Destaque Jogos Nintendo pc PC Playstation ps4 Xbox One xone

Análise | Degrees of Separation

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Degrees of Separation foi desenvolvido pela Moondrop e distribuído pela Modus Games para Nintendo Switch, Playstation 4, Xbox One e PC no último dia 14 de fevereiro. Trata-se de um side scrolling indie, com um arte design impressionante e, puzzles que prometem desafiar a imaginação dos jogadores em um esquema de jogo completamente projetado para se aproveitado no bom e velho sofá da sua sala de estar, com seu amigo ou amiga.

OS OPOSTOS SE ATRAEM

Degrees of Separation traz um enredo bem simples, que funciona dentro do que o jogo se propõe. Você viverá a jornada de Ember e Rime, habitando respectivamente em seus próprios mundos de frio extremo e calor abrasante, nossos heróis precisam se aventurar em direção ao desconhecido em busca de respostas, para que perguntas que honestamente falando, não ficaram muito claras para mim.

As aventuras de Ember e Rime são contadas por um narrador externo, com uma voz bem tranquila e agradável, mas que logo após as primeiras horas de jogo se tornará bastante incômoda, e parece não acrescentar muito ao gameplay. E mesmo com uma história parcialmente superficial, que deixar muita coisa por conta da imaginação do jogador, tudo se desenrolará em um ritmo extremamente lento, que chega a influenciar negativamente no gameplay.

O gameplay em Degrees of Separation funciona de uma maneira super simples, porém bastante criativa e até certo ponto inovadora, que gira em torno do calor emanado por Ember, em paralelo ao frio sufocante de Rime. Tudo aqui foi pensado para ser aproveitado em co-op local, na sua boa e velha sala de estar. Você e seu companheiro de jogatina, em uma tela dividida, poderão andar, correr, saltar, se pendurar em cordas e escalar paredes, além de mover determinados objetos do cenário, tudo isso com o objetivo de avançar na fase e coletar colecionáveis distribuídos aleatoriamente ao longo dos cenários.

A dinâmica de interação entre Ember e Rime é incrível, sua tela ficará dividida em duas partes, onde uma será caracterizada por um clima quente, com uma vegetação exuberante e outra por um mundo gelado, onde o simples fato de encostar em uma lagoa ou rio causará o imediato congelamento do mesmo.

Conforme vocês se progridem nas fases, uma serie de puzzles ocorrerão, alguns deles (a maioria) terá o objetivo de coletar colecionáveis e outros para avançar no cenário. Além de se pendurar em cortas, empurrar e arrastar objetos, você e se parceiro de jogatina terão que utilizar as características intrínsecas a um clima quente e congelante, por exemplo: para acessar determinados colecionáveis você precisará utilizar Rime, que ao empurrar uma pedra ou pedaço de madeira, que gradualmente se tornará uma bola de neve enorme, te dando acesso a determinado nível do cenário, e em paralelo a isso, Ember vai aquecer o solo e ativar fontes de calor geotérmico que lançarão Rime nos ares.

Ao longo de toda a jogatina os controles funcionam bem, e resolver os puzzles por intermédio dessa dinâmica inovadora é sempre muito interessante. Porém, no decorrer do gameplay, esses desafios vão se tornando cada vez mais repetitivos, quase sempre exigindo um mesmo tipo de raciocínio para a sua resolução, e é nesses momentos de repetição constante que a vontade de jogar vai embora.

O MUNDO DE FOGO E GELO

Os gráficos de Degrees of Separation são essencialmente simples, porém são apresentados com um arte design impecável, com cenários diametralmente diferentes para Ember e Rime, com um nível de detalhes incrível. A trilha sonora cumpre sua função e contribui para estabelecer o clima, quase sempre contemplativo, que o jogo imprime.

VALE A PENA JOGAR?

Degrees of Separation é um side scrolling com altos e baixos, se por um lado temos uma mecânica de jogo super criativa e inovadora, com puzzles inspirados e desafiadores, por outro temos uma história que se desenrola em um ritmo extremamente lento, que acabou sendo prejudicial para a minha jogatina. Apesar dos puzzles serem divertidos e interessantes, eles rapidamente se tornam redundantes.

Degrees of Separation é um excelente jogo, porém não é para todos os jogadores. Se você está a procura de um jogo contemplativo, que vai te proporcionar bons momentos de relaxamento e diversão descompromissada, ele é uma boa pedida. Porém se você não é lá muito paciente, e gosta mesmo é de emoção e adrenalina, passe longe.

Publicado em 4 de março de 2019 às 16:03h.
2019-03-04 16:03:46