Análises Destaque Jogos Nintendo PC Playstation Xbox One

Análise | Disgaea 1 Complete

Desenvolvido pela Nippon Ichi em 2003, inicialmente lançado no Playstation 2, Disgaea 1 está de volta em uma versão completíssima, trazendo uma tonelada de conteúdo adicional, além de significativas melhorias gráficas em um remake memorável. Esta aclamada série de RPG tático retorna na sua melhor forma e promete agradar aos jogadores mais hardcore do gênero.

Disgaea 1 Complete foi lançando para Playstation 4, Nintendo Switch e Xbox One e PC em meados de outubro, e a Nippon Ichi promete trazer aos jogadores a experiência definitiva para esse clássico com gráficos em alta definição em uma versão otimizada para os console da atual geração. Os jogos de Disgaea se passam em um universo mítico chamado Netherworld, e são caracterizados por uma jogabilidade complexa, ao melhor estilo de Final Fantasy Tactics, com uma narrativa bem-humorada e satírica. Venham comigo, vamos ver se Disgaea 1 Complete consegue manter o ritmo nos dias atuais!

O REI MORREU

A história de Disgaea 1 é cheia de sátiras e diálogos bem-humorados, com personagens cínicos e de caráter, no mínimo, duvidoso. Tudo tem início com o príncipe Laharl saindo de um caixão, Etna, um dos vassalos do castelo está ao lado dele cercada por várias armas, explica que ele está adormecido a dois anos, e que o seu pai, o Rei Krichevskoy morreu. Enquanto dormia, demônios lutavam pela supremacia em Netherworld. Com a ajuda de Etna e de alguns aliados improváveis, Laharl vai ter que trilhar seu caminho até o trono lutando.

Repleta de humor exagerado, com um time de aliados caóticos e com motivações próprias, vamos acompanhar uma história divertida e original, recheada com diálogos que vão te fazer rolar de rir.

THE NETHERWORLD

Se você nunca jogou nenhum game da série Disgaea antes, imagine Fanal Fantasy Tatics elevado a 9999 potência, no que diz respeito ao exagero, tudo em Disgaea é over the top. Assim como em Final Fantasy Tactics o sistema de combate é por turnos, onde cada um dos personagens do seu time de fanfarrões vai poder se movimentar e realizar um certo número de ações por turno. Porém, apesar de ter elementos similares a jogos do gênero, nenhum deles vai permitir eu você faça movimentos tão mirabolantes como em Disgaea 1.

O Castelo de Laharl funciona como um Hub central, que vai servir de base para o gerenciamento dos seus equipamentos (craftar, comprar, upar etc) e dos membros da sua equipe. Após se preparar conforme necessário, a partir do Hub central você partira em várias missões, que serão organizadas em capítulos com cenas e diálogos antes e depois do avanço da trama.

Mas nem tudo é tão simples (nada é simples nesse jogo), você precisará realizar uma série de ações específicas no Castelo de Laharl, dentre as mais curiosas e originais está a Dark Assembly, onde para criar novos personagens, melhorar o inventário da loja do castelo ou até mesmos desbloquear novos mapas, Laharl deve apresentar uma proposta, que será votada. Antes da votação, em que você poderá até mesmo suborna-los, influenciando os votos ao seu favor, ou ainda os persuadir pela força, tentando derrotas os senadores oponentes em batalha (boa sorte!).

Disgaea 1 Complete é um jogo complexo, feito sob medida para os fãs da franquia, e uma excelente porta de entrada para aficionados em RPGs de estratégia com combate em turnos. Talvez o melhor console para joga-lo seja o Nintendo Switch, apesar de ter sido lançado originalmente para Playstations 2, o estilo de gameplay parece fazer muito mais sentido em um console portátil.

GRÁFICOS E TRILHA SONORA

Disgaea 1 Complete, assim como todos os demais jogos da série traz gráficos caprichados, com um estilo de anime, por falar nisso, a franquia possui um Anime e Mangá próprio: Makai Senki Disgaea que segue o mesmo plot do jogo (vale a pena conferir). Os gráficos do foram aperfeiçoados, embora existam algumas texturas em baixa resolução que parecem fora do lugar, nada que atrapalhe a experiência geral que o remake tem a oferecer.

Os efeitos sonoros são bem datados, o que vai te obrigar a baixar o volume em alguns momentos, porém a dublagem (inglês ou japonês) é excelente.

CONCLUSÕES

De maneira geral, Disgaea 1 Complete é um jogo obrigatório para qualquer fã de RPG’s Táticos, a jogabilidade não é tão boa quando a de Disgaea 5, ainda assim temos aqui um excelente remake, que traz à tona o ótimo início da história da franquia e, se você ainda nunca jogou Disgaea, está pode ser uma excelente porta de entrada.

Publicado em 15 de novembro de 2018 às 17:44h.
2018-11-15 17:44:41

  • Compartilhe: