Análises Games PC Playstation Xbox

Análise | Foregone

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
Foregone

E se Dead Cells fosse um RPG de ação e não um roguelike? Bom, essa pergunta é respondida com Foregone, o novo jogo da Big Blue Bubble. Com gráficos pixelizados, o título aposta numa jogabilidade frenética e numa narrativa forte para entregar uma das melhores experiências indies do ano. Será que Foregone consegue cumprir isso? Vamos juntos descobrir a resposta na análise!

A História de Foregone

O jogo é protagonizado pela primeira “Juíza”, uma super soldado que tem como missão proteger o reino de Calagan. O mundo está sendo ameaçado pelo Harrow, uma entidade maligna que tem feito tropas ressurgirem.

A lore do jogo é apresentada através de cutscenes, diálogos e jornais que são espalhados pelo cenário do jogo. Por falar em cenários, eles não são gerados de maneira procedural, portanto, pode comemorar caso você não goste da aleatoriedade dos roguelikes.

Apesar da existência do componente narrativo, certamente não dá pra negar que este não é o forte do jogo. A jóia de Foregone é justamente seu combate absurdamente dinâmico e responsivo, deixando o título altamente viciante.

A letalidade em Foregone

A protagonista é equipada com duas armas, uma arma branca e a outra se trata de uma arma de fogo. Existe uma variedade entre elas, mas nada absurdo. São um pouco mais de 4 tipos em cada categoria, portanto, não espere muito por uma complexidade enorme na jogabilidade.

Foregone

As coisas se tornam um pouco mais diversas graças as habilidades. É possível dar uma dash que causa uma enorme quantia de dano, usar um escudo ou até mesmo uma Supernova que danifica todos os inimigos que aparecerem na tela.

Os equipamentos e armamentos podem (e devem) ser melhorados com as moedas de ouro que são colecionadas ao matar monstros e explorar cenários. Os equipamentos também apresentam diferentes níveis de raridade. Em suma, o estúdio aplicou bem elementos comuns do universo RPG.

Foregone

Outra aba comum é a das habilidades, que podem ser melhoradas com os cristais. No entanto, existe uma pegadinha aqui. A morte no jogo é tratada de forma semelhamenre a franquia Souls. Ao morrer, você “perde” todos os recursos. Você pode falar com o barqueiro para recuperar METADE do que você perdeu ou voltar ao local de sua morte e golpear um jarro com os recursos.

Conclusão

Foregone inegavelmente é um dos melhores indies de 2020. Apesar do jogo não reinventar a roda, ele entrega todos os sistemas redondinhos com uma jogabilidade extremamente viciante. Se você gosta de RPG de ação, vale a pena dar uma conferida no game!

Foregone


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 13 de outubro de 2020 às 17:21h.
2020-10-13 17:21:16