Análise Análises Destaque Jogos Lançamentos Nintendo pc PC

Análise | Gato Roboto

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Gato Roboto é o mais novo jogo desenvolvido pela Doinksoft e distribuído pela Devolver Digital para PC e Nintendo Switch. Trate-se de um metroidvania minimalista, profundamente inspirado no clássico Super Metroid, e caracterizado por um design de arte super original, além de animações simples, porém bem feitas e incrivelmente divertidas, que vão te remeter a jogos de gameboy.

Vamos descobrir o que um gato fofinho é capaz de fazer quando assume o controle de armaduras robóticas superpoderosas!

O PLANETA LABORATÓRIO

Tudo tem início em uma viagem espacial, quando a gatinha Kiki, precisa de um lugar quentinho para descansar, e acaba sentando no teclado do computador que comanda a nave (por um descuido do humano é claro). A gatinha acaba acionando uma série de comandos aleatórios que levam a nave a realizar um pouso forçado em um misterioso planeta alienígena.

O capitão, após um pouso forçado, fica preso nos destroços de sua espaçonave, e caberá a sua amiga peluda embarcar em uma perigosa aventura nesse planeta repleto de criaturas hostis e obstáculos traiçoeiros, com o objetivo de ajudar seu “dono” a fugir do planeta. Para isso Kiki vai contar com poderosas (e confortáveis) armaduras robóticas, seguindo seus instintos felinos através de túneis estreitos e recheados com inimigos hostis, além de um rato maquiavélico cujo único objetivo é acabar com a raça de Kiki.

A história inteira é uma subversão do plot central de Super Metroid (Nintendo), e eu garanto, o final desse incrível joguinho vai te surpreender. PETS RULES!

A JORNADA DE KIKI

O gameplay em Gato Roboto é incrivelmente fluído e divertido, o tempo inteiro nos pegamos rindo com as linhas de diálogo e as animações da gatinha dentro da armadura robótica. Assumindo o controle de Kiki, somos capazes de andar, correr, saltar e escalar paredes com uma típica agilidade felina. Porém, a parte central do jogo gira em torno de armaduras que lhe dão a capacidade de enfrentar os diversos inimigos ao longo dos labirínticos corredores do planeta laboratório, além da possibilidade de acessar áreas anteriormente inalcançáveis.

Quando fora da armadura, Kiki é bastante vulnerável ao ataque dos inimigos, com um único hit, ela acaba morrendo, porém essa vulnerabilidade é recompensada por movimentos super rápidos. A partir do momento que você encontra a primeira armadura, de caça você passará a ser a caçadora! Teremos basicamente dois tipos de armaduras robóticas: uma que é praticamente uma versão do “traje” utilizado por Samus (Super Metroid), destinada para ser usada em terra firme (vulnerável a água) e outra que mais parece um mini submarino, onde você poderá explorar as partes submersas do cenário.

Seguindo a estrutura típica dos metroidvanias, conforme avança no jogo descobrirá novos módulos acopláveis nas armaduras que lhe darão habilidades únicas, indispensáveis para ultrapassar obstáculos ou mesmo derrotar um chefão. Além disse você vai encontrar itens que melhoram a vitalidade das armaduras, computadores onde partes da história do planeta laboratório é contada, e até mesmo itens que permitem mudar a paleta de cores do jogo.

E por falar em chefões de fase e inimigos, a variedade dos inimigos é bem interessante, e em alguns momentos eles vão ser bem desafiadores, muito mais pela quantidade de monstrengos em uma determinada fase que por suas capacidade individuais de causar dano. Aqui, a cereja do bolo fica mesmo para o Boss, que é um ratinho safado que insiste em tentar atrapalhar seu avanço, e ao final de cada cenário aparece utilizando uma armadura super poderosa para te destruir.

As lutas contra o chefão serão sempre muito divertidas, com um nível de dificuldade justo, que vai te matar algumas vezes (muitas) até entender a movimentação necessária para destruir a armadura utilizada pelo camundongo.

Todo o gameplay se desenrola de maneira fluida, os controles são simples porém funcionam à perfeição. Com um ritmo de jogo acelerado, as aproximadamente 3,5h de jogo em Gato Roboto são muito bons.

VALE A PENA JOGAR?

Gato Roboto é um metroidvania com uma identidade visual minimalista, que aposta em cores de alto contraste (preto e branco), animações excelentes e um gameplay divertido do início ao fim. Profundamente inspirado em clássicos do gênero, traz um plot simples, porém incrivelmente divertido em toda a narrativa, e acreditem, as linhas de diálogo entre os NPCs são de rachar o bico de tanto rir.

Definitivamente, trata-se de uma excelente adição à sua biblioteca da Steam ou Nintendo Switch, que apesar da sua curta duração, tem um final redondinho que não deixa pontas soltas, e é bem inusitado.

“Uma copia de Gato Roboto foi gentilmente cedida pela Devolver Digital”

Publicado em 30 de maio de 2019 às 14:01h.
2019-05-30 14:01:15