Análises Games PC PlayStation

Análise | Kena: Bridge of Spirits

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Kena: Bridge of Spirits é o primeiro jogo da Ember Lab, empresa que trabalhou com vídeos de marketing e até cinema. O estúdio teve apoio da Sony para dar esse primeiro passo no mundos do games. Esse passo foi dado com o pé direito? Kena: Bridge of Spirits é de fato um bom jogo?

Kena: Bridge of Spirits fala sobre transição espiritual. Kena, a nossa protagonista é uma guia espiritual que tem a função de ajudar espíritos presos na terra a encontrarem seu caminho na luz. Traumas, dores e rancor impedem esses espíritos de seguirem o seu fluxo natural, muito deles se tornam agressivos e corrompem a natureza à sua volta.

O enredo de Kena caberia em bom filme de terror ou suspense, mas a doçura da protagonista e seus amiguinhos – já falamos mais sobre isso – deixa a narrativa leve e emocionante.

(Imagem: Reprodução/Rebeca Pinho)

Combates e desafios

É impossível olhar para Kena: Bridge of Spirits e não lembrar do clássico Zelda Breath of the Wild, mas Kena tem sua própria identidade. Dentro do game, podemos pular, deslizar, golpear com um cajado. As mecânicas do game são simples, bem ao estilo dos jogos do gênero.  Ao avançar na história, Kena descobre novas habilidades, como o arco e flecha que já descobrimos com poucos minutos de gameplay.

Os bonitos, porém limitados cenários do jogo que não é um mundo aberto, mas convida o jogador para explorar, escondem puzzles divertidos, alguns que vão te fazer pensar um pouco mais, mas é só tomar uma agua e que tudo se encaixa.

Os combates são o ponto forte de Kena!  Principalmente as lutas contra chefões, que até no modo normal trazem um desafio interessante (eu morri muuuuito durante minha jornada).

Por falar em combates e chefões, eu me senti muitas vezes lutando com o mesmo inimigo. É tudo muito igual e, na minha opinião,  faltou um pouco de criatividade no design deles.

O combate de Kena é viciante, dinâmico e até brinca de ser um ”souls-like”.

(Imagem: Reprodução/ PlayStation)

Rots, mal os conheço, mas já os amo!

A jornada da jovem Kena é solitária. Ela busca por dor e sofrimento, luta pra purificar locais.. E isso traria um ar meio melancólico, algo meio Death Strading ao game. Aí que entram os rots, criaturas fofas e dispostas a ajudar! Essas criaturinhas podem ser encontradas pelo mapa e são as responsáveis pela evolução de Kena no jogo. Quanto mais rots você possui, mais habilidades e poderes estarão à sua disposição.

Os rots são fundamentais para o gameplay do jogo. Usamos flechas com rots para ataques poderosos contra os inimigos, usamos umas espécie de cobra de rots para abrir passagem em ambientes corrompidos, ou seja, viva os rots!

(Imagem: Reprodução/Rebeca Pinho)

Isso é muito Pixar!

Kena é um jogo muito lindo! E suas cutscenes são obra de arte. Sua trilha sonora é imersiva e digna de ser ouvida em um teatro. A forma como a trilha conversa com o jogo, os ambientes, momentos e sentimentos da personagem mostram o carinho da Ember Lab com esse ambicioso projeto.

(Imagem: Reprodução/Rebeca Pinho)

Diga x

Quem aí não curti registrar uma cena legal de joguinho? O modo foto de Kena: Bridge of Spirits traz uma opção bem legal onde os personagens fazem, literalmente, pose para a foto.

(Imagem: Reprodução/Rebeca Pinho)

Kena: Bridge of Spirits vale a pena?

Kena: Bridge of Spirits é um jogo bonito, com uma história que pode emocionar, um gameplay divertido e desafiador e que traz boas referências. Na minha opinião, Kena: Bridge of Spirits é um dos melhores jogos lançados em 2021 e deu a largada para a Ember Lab continuar a nos surpreender.

No PS5 e PC o game está rodando liso com loadings super rápidos. Já no PS4, principalmente o base, muitos bugs foram relatados, inclusive um que impede a progressão do jogo.

Kena tem legendas em português e menus em português do Brasil. Além disso, o game também conta com várias opções de dificuldades, inclusive  a dificuldade mais difícil do game é um dos requisitos para platinar o game.

Kena: Bridge of Spirits foi analisado em um PS5 com uma cópia gentilmente cedida pela Ember Lab.


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 29 de setembro de 2021 às 10:26h.
2021-09-29 10:26:13