Análise | Marvel’s Midnight Suns

Marvel's-Midnight-Suns-01

Conheça Marvel’s Midnight Suns

Marvel’s Midnight Suns vem com a proposta de ser um jogo totalmente novo de heróis desde a sua narrativa, até a sua jogabilidade, mas será que agrada?

Marvel’s Midnight Suns foi desenvolvido pela Firaxis, mesma desenvolvedora do famoso XCOM, que conta com ataques por turno, e levando isso em consideração você já deve saber que em Midnight Suns não seria diferente, então, o jogo apresenta um combate por turnos, só que com o plus de que aqui controlamos os mais diversos heróis da Marvel, na qual cada um tem habilidades próprias e modos de jogo totalmente distintas uns dos outros, o que torna o gameplay estratégico e nem um pouco enjoativo.

Marvels Midnight Suns 05

Historia simples em Marvel’s Midnight Suns

Na trama do game, o jogador é posto na pele de Hunter, um personagem totalmente novo e personalizavel, entretanto, o tiro sai pela culatra, já que nos primeiros minutos percebesse que esse novo personagem não tem como competir com os já icônicos heróis da Marvel, fazendo com que ele seja um total coadvante na trama.

E isso faz com que o personagem acabe ficando “de escanteio” perto dos diversos personagens que tem dentro do jogo, uma vez que ele parece muitas vezes ser somente o avatar que está ali para o jogador se localizar dentro desse universo, e isso auxiliado pela ausência de um enredo bem definido só despenca o apresso por esse personagem.

A Força de Lilith

Como dito acima Hunter não é o centro da história, mesmo que seja o único que possa deter a vilã Lilith. A história começa com Homem de Ferro, Dr. Estranho e Capitã Marvel se juntam à equipe e a história se desenrola à medida em que Hydra e Lillith trabalham juntos com vilões, pouco explorados, que servem apenas para colocar mais personagens icônicos na tela como Venom, Dentes de Sabre, Hulk, Feiticeira Escarlate, Homem-Aranha, Wolverine e mais.

Todos os heróis e vilões possuem uma personalidade única que são mostradas durante as batalhas e breves trechos cinematográficos e de diálogos, mas não escondem o enredo indiferente reduzido à batalhas por turno e porrada a todo momento, o que faz com que o jogo fique raso e se resuma a lutas e mais lutas.

O Mago é implacavel

O maior ponto positivo do game fica mesmo para a “socialização” que Hunter tem com os personagens na qual, ao conversar brevemente com tal personagem é possível saber um pouco mais sobre ele e seus poderes, o que pode ajudar, e muito, durante o combate na hora da ação, isso deixa claro que mesmo que os diretores não tenham dado foco para Hunter ele é um bom fio condutor para o enredo, mesmo que esse seja fraco.

O sistema de batalhas é simples de entender, principalmente para aqueles que já tem certa familiaridade com o sistema por turnos, mas para os iniciantes nesse gênero o jogo trata de dar um tutorial de fácil compreensão.

Combate eletrizante

Conheça as habilidades das cartas

Com o ponto de habilidades de cartas, Marvel’s Midnight Suns traz uma experiência extremamente gratificante ao conseguir derrotar tal inimigo, seja usando o cenário, ou um habilidade especifica, um exemplo que eu posso dar aqui, é em alguns trechos com o Homem Aranha é possível arremessar barris nos adversários, o que mostra o grau de detalhamento do game neste aspecto. Em alguns momentos, o jogador se encontrará sem ter o que fazer, e nesses momentos é possível se reposicionar no mapa de forma estratégica para prever o golpe inimigo até que suas habilidade carreguem novamente.

Outro fator satisfatório dentro de Marvel’s Midnight Suns, é a evolução dos cards de heróis, nos quais incentivam o jogador a jogar mais e mais com o objetivo de upar suas cartas e seus heróis.

E mesmo que depois de um certo tempo de gameplay, ele pareça repetitivo, vários fatores e atividades ajudam Marvel’s Midnight Suns a driblar esse problema e diminuir essa sensação, mesmo que em certos momentos ela se mostre bastante presente.

Vale a pena jogar Marvel’s Midnight Suns?

Por fim, Marvel Midnight Suns é um jogo divertido, que traz os heróis da Marvel em um contexto totalmente novo, com uma jagabilidade que prede o jogador e consegue entregar várias horas de diversão, mesmo que em certos pontos o seu enredo fraco e narrativa arrastada prejudiquem a experiência.

Marvel nova final
Esta Análise foi feita com uma cópia cedida gentilmente pela 2K

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: