Análises Destaque Jogos Microsoft pc PC Playstation ps4 Sony Xbox One

Análise | Mega Man 11

Ele é puro aço! MEGA MAN!!!

Mega Man é uma franquia muito importante no mundo dos games.  O robozinho azul nasceu no Nintedinho 8 bits, em 17 de dezembro de 1987, e ficou famoso por ser um game que tem uma dificuldade elevada.  Após o lançamento de Mega Man 10 em 2010, 8 anos depois ele voltou para a comemoração dos 30 anos da franquia, um presentão para os fãs da série.

A história de Mega Man 11 gira em torno de um sistema chamado “Double Gear”, responsável pela grande mudança na jogabilidade do novo game e gatilho do desentendimento dos doutores Light e Willy, ainda colegas de faculdade. Dr. Willy captura os robôs do laboratório do Dr. Light e apaga a memória deles, tornando-os máquinas inimigas. Portanto, ao longo de pouco mais que 8 horas, a missão principal do nosso herói é enfrentar os robôs e o perigoso doutor.

O que é exatamente o Double Gear System?

Double Gear System são dois power-ups diferentes que o jogador pode ativar a qualquer momento. A Power Gear deixa os tiros mais potentes, enquanto a Speed Gear deixa o personagem mais veloz e o cenário lento. Entretanto é preciso ter cuidado para não superaquecer o equipamento, pois quando isso acontece ele fica um tempo inutilizável.

Jogabilidade do Mega Man 11

Como nas versões anteriores, o game é baseado em uma jogabilidade 2D cujo objetivo é eliminar os inimigos e obstáculos avançando nos cenários até encarar o chefão da fase. Parece simples, só que não, principalmente para jogadores novatos da franquia. O nível de dificuldade é bastante elevado e o risco de esgotar a paciência ao perder várias vidas também. E se der gameover vai precisar passar por tudo de novo. O que pode ser meio frustrante no início, mas conforme for avançando no jogo e eliminando os chefões, o jogador acaba pegando o jeito.

Quanto aos chefões, a franquia mantém a tradição em que o jogador precisa descobrir qual é o ponto fraco e o tipo de arma ideal para eliminar aquele chefão. Uma novidade dessa versão é a segunda transformação do chefão que ocorre após ele perder mais da metade da energia. Ele fica mais apelativo e retira mais energia do nosso personagem. Jogadores, tomem bastante cuidado nesse momento.

Apesar disso, mesmo com a segunda transformação dos chefões, neste novo jogo se souberem usar bem o Double Gear, a dificuldade pode ser amenizada e o jogador poderá derrota-los com mais facilidade.

Gráficos e Trilha sonora

Uma novidade no aspecto visual é durante as cenas em que nosso herói ganha o poder do chefão ao derrota-lo. Quando isso acontece, Mega Man muda a aparência por completo. Nas versões anteriores, ele apenas mudava a cor da armadura. Esperamos que a Capcom mantenha essa novidade nos próximos jogos.

De maneira geral, as fases do game estão bem coloridas e os inimigos bem trabalhados com várias expressões e efeitos únicos de cada poder, o visual é bem agradável. Já as músicas não são tão boas como as das versões anteriores. E outro ponto negativo é que ele não possui dublagem nem legenda em português.

Conclusão

Mega Man 11 é um grande jogo tanto para fãs quanto para novos jogadores que buscam um game bonito e desafiador. Trouxe uma inovação com o Double Gear System e com isso o jogador poderá explorar a jogabilidade com mais dinamismo. Um ponto que decepciona é a falta de legenda em português. Mas o que realmente incomoda é o tamanho do jogo, que sempre deixa aquela vontade de continuar jogando. Certamente que isso não tira o charme de um dos melhores jogos desse ano.

O game foi gentilmente cedido à Manual dos Games para análise pela Capcom.

Publicado em 2 de novembro de 2018 às 13:35h.
2018-11-02 13:35:22

  • Compartilhe: