Animes Críticas

Crítica | Megalo Box

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
Megalo Box é um anime de 2018 do gênero de esporte feito em homenagem aos 50 anos de um mangá chamado Ashita No Joe, que foi publicado de 1968 a 1973, foi produzido pelo estúdio TSM o mesmo que produziu o anime do mangá citado acima, no qual acompanhamos a história de Joe um rapaz que vive a margem da Lei até que encontra no boxe uma válvula de escape, vale lembrar que possui um belo final de encher os olhos de lágrimas. As histórias não possuem conexão direta entre si mas vale a pena dar uma olhada na obra que serviu de inspiração para esse anime.

A história se passa em futuro não muito distante no qual o esporte do momento se chama Megalo Box, é uma variação do boxe no qual os lutadores utilizam algo parecido com um exoesqueleto para aprimorar a potência e velocidade de seus golpes tornando assim o esporte mais interessante e potencialmente mais perigoso. Na história acompanhamos Junk Dog, um lutador desse esporte mas que por ser um imigrante ilegal acaba tendo que recorrer a ringues ilegais para conseguir participar de lutas não sancionadas e conseguir sobrevier.

Mas que Homenagem…

Megalo Box é uma homenagem que fica lado a lado com seu original em alguns aspectos técnicos chega a superá-lo.

O roteiro aborda diversos temas atuais como por exemplo o problema que diversos países enfrentam com a imigração ilegal, no anime os imigrantes, são totalmente marginalizados tendo que viver em “favelas” e comunidades muito pobres, que é exatamente o caso do nosso protagonista, outro aspecto que o anime aborda é o amor que nosso protagonista tem pela luta, durante suas lutas no submundo eventualmente ele precisa entregar resultados e conseguimos sentir como isso machuca profundamente o personagem em cada resultado arranjado, ele claramente odeia aquela situação. Os personagens secundários também cumprem bem seu dever cada um com um passado muito bem explicado e que ajudam bastante no desenvolvimento da história.

Tem um final!!

Algo que me traz muito incomodo seja em séries, animes ou filmes, é quando a história nunca acaba, existem vários fatores que ocasionam isso na maioria dos casos é porque a franquia é rentável demais para ser finalizada, o Megalo Box não sofre desse mal, até porque a premissa do projeto não era criar uma mega franquia, em certos pontos a história chega a ser um pouco corrida pois são poucos episódios pra desenvolver tantos personagens mas não chega a ser um problema tão incomodo pois em troca de pouco desenvolvimento de personagens secundários o anime devolve uma história sempre bem movimentada e com muitos picos de emoção.

Quando o assunto é arte e direção Megalo Box consegue firmar sua qualidade, pois os quadros são extremamente bem animados, o diretor consegue fazer ótimos cortes o que em animes que tem cenas de combate é algo fundamental, as cenas são muito bem animadas com quadros fluidos e ótimas sequências de ação. Algo que pode trazer certa estranheza é um filtro que o diretor usou para tentar dar um ar Retrô para o anime, pois parece que a qualidade está um pouco abaixo do esperado mesmo assistindo em FullHD.

Com personagens cativantes, uma história profunda e objetiva, Megalo Box vem que um certo ar despretensioso mas com características de uma obra de grandes proporções que logo nos primeiros episódios mostra ao que veio, e que daqui uns anos será lembrado como uma referência. A Netflix comprou os direitos de transmissão do anime no Brasil e deve sair uma versão dublada então esse é um anime que não pode ficar de fora da sua lista em 2019.

Compartilhe esse post nas suas redes sociais:

Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 12 de fevereiro de 2019 às 01:28h.
2019-02-12 01:28:49