Análises Games

Análise | MLB The Show 21

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
Análise | MLB The Show 21

Vale a pena jogar MLB The Show 21?

Mais um ano e mais um MLB The Show chegou. Este ano tem a grande novidade que todos esperam de jogos a partir de agora: a versão da próxima geração, com telas de carregamento mais rápidas, gráficos melhores, 60 FPS e muito mais que o PlayStation 5 e o Xbox Series X/S podem oferecer. O MLB The Show 21 chegou com tudo isso ou quase tudo isso…

Bem, acredito que se você está aqui é por que gosta de baseball ou se interessa pelo esporte. Então, logo de cara adianto uma coisa: é um jogo totalmente em inglês, o que pode ser uma barreira para muitos novatos. Claro, tendo uma noção de inglês e um conhecimento médio de baseball você consegue aproveitar o game.

Ah, e antes de adentrarmos na análise detalhada, eu sou um grande fã de baseball e jogo o MLB a anos. Sou torcedor dos Yankees desde pequeno e este é a série é uma das minhas favoritas… Agora, vamos a análise!

Análise | MLB The Show 21

Gameplay sem muitas novidades

O MLB 21 faz o que a EA faz com o Madden, tendo 3 modos de jogo distintos para você aproveitar. Temos casual que é para iniciantes e jogadores que querem se divertir mais no game, deixando ele mais arcade e com mais ação por assim dizer. O simulação é mais realista, o próprio nome já diz tudo. E o competitivo é mais usado em modos online, os quais é complicado demais testar por causa da latência alta.

Ao abrir o game, você escolhe uma destas três acima. A dificuldade é outra coisa que eu gosto muito do MLB e este ano temos também: a dificuldade dinâmica que se ajusta conforme você vai acertando ou errando as coisas. Quando estou com dificuldades, o jogo se adapta e quando vestou acertando tudo, ele aumenta a dificuldade. É algo que pode parecer ruim para muitos, mas na gameplay é incrível.

Com a nova geração, no PS5, fazer home runs tem uma sensação incrível, aproveitando o DualSense. Fazendo um contato perfeito você sentirá o taco chacoalhar na ponta dos dedos, enquanto comemora a bola viajando para longe. O áudio 3D também é incrível se você tem fones de ouvido que suportam a tecnologia.

Uma das grandes novidades do outro lado, no arremesso, é o Pinpoint Pitching. Uma interface de arremesso totalmente nova, trazendo uma mecânica mais desafiadora. É um modo de arremesso muito mais desafiador, no qual você usa seus dedões para aumentar o arremesso manualmente, dando a você o máximo controle. Esse tipo de arremesso é complicado, mas muito satisfatório se você aprende ele bem.

Análise | MLB The Show 21

Nova geração com cara de velha

Grandes expectativas. Era isso que eu tinha. Nova geração, mais poder e muitas possibilidades para um game que já é incrível. Eu imaginava novos gráficos, melhor HUD e melhoria na apresentação geral do game, mas o game ficou devendo nesta parte infelizmente. O game dos outros anos eu sempre elogiei por que era um passo a frente, com grandes novidades e melhorias, mas esse ano ficou devendo, infelizmente nesse quesito.

Os gráficos não são tão revolucionários e se repete muito o que vimos nos anos anteriores da série. O jogo continua tão bom como sempre, mas não há realmente uma melhoria grande em comparação aos jogos anteriores. Os modelos de jogadores não estão no ponto, poderiam ser melhorados, e a maioria das texturas parecem dos jogos anteriores. Esse problema se estende a animações reutilizadas e até mesmo a linhas dubladas.

Obviamente você pode discordar de mim nesse quesito, mas com a nova geração, eu (e a maioria dos fãs e jogadores) esperava uma melhoria grande nessa parte.

Na versão que joguei, no PS5, não tem uma escolha entre modo de desempenho ou gráfico, o que significa que o game esta fixado a 60 quadros por segundo em 4K sem uma opção de 120 FPS.

Road to the Show com poucas novidades

Um dos principais, se não o principal modo, é sem dúvidas o Road to the Show. O modo em que você é um jogador de baseball e seu objetivo é chegar a MLB, a principal liga do mundo. O caminho é longo e arduo, começando das ligas menores, passando para da MiLB para a MLB.

Análise | MLB The Show 21

Neste ano, uma das novidades é que você não precisa ter dois saves para jogar um como pitcher e outro como um jogador de posição/rebatedor. O game começa com você sendo um jogador de duas posições, até que você decida se quer jogar em uma em específico. Eu pessoalmente joguei muito como os dois e fui para a minha preferida que é Shortstoper e rebatedor, não sou muito fã de arremessar.

Outra novidade deste ano que achei interessante é adição de podcasts, para documentar a sua jornada do jogador. Na versão de PS5, a que joguei, você vê os comentaristas falando, o que acho bem legal, mas que com o tempo você enjoa e so quer passar para voltar a ação. A versão da geração PS4 e Xbox One, só pode ouvir o podcast.

Uma das melhores adições ao modo é a opção de criar loadouts específicos para cada posição ou enfim, da maneira que você achar melhor. Você pode criar loadouts diferentes por jogo com base na situação em questão, adicionando mais estratégia dentro do modo.

Falando em outros modos, o March to October volta mas com mudanças bem positivas ao meu ver. Agora você pode fazer campanhas de vários anos e gerenciar escalação da liga secundária. É um modo para aqueles que querem controlar uma equipe por uma temporada inteira, mas não querem a pressão e as habilidades adicionais do modo Franchise.

Finalizando

MLB The Show continua sendo um jogo incrível e fantástico. Não tem como negar. Por mais que não tenhamos uma concorrência direta, o game faz um bom trabalho trazendo a MLB para o videogame.

O problema da versão deste ano é que ela poderia ser melhor, mais polida, mais bonita e com mais detalhes. Claro, as novidades foram excelentes, mas faltou algo a mais, que a nova geração poderia trazer, mas não trouxe. Pode ser por causa da pandemia que vivemos que tenha dificultado as coisas… mas é só um palpite.

O game vale a pena testar, mas se você tem o MLB 20 ainda, fique com ele, não existem grandes mudanças que façam você mudar de um game para o outro.


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 22 de abril de 2021 às 11:01h.
2021-04-22 11:01:56