Pesquisar

Análise | No Place Like Home

No-Place-Like-Home-capa

Depois que a Terra, como a conhecemos, ficou inundada de lixo por todo o lugar, boa parte da humanidade mudou-se para o planeta Marte. Ellen Newland, nossa protagonista nesse jogo de simulação de “fazendinha”, está aguardando em uma estação espacial sua vez de ir para Marte e, com saudades de seu avô, parte para uma visita à sua fazenda na Terra para encontrá-lo. Ao chegar, depara-se com um lugar cheio de lixo e descobre que seu avô está desaparecido e que sua fazenda precisa ser reconstruída e voltar a funcionar novamente.

Essa é a premissa de No Place Like Home, jogo desenvolvido pela Chicken Launcher, que chegou ao Nintendo Switch em 04 de maio de 2023 com um preço bastante atrativo para os amantes de jogos baratos, divertidos e relaxantes.

No Place Like Home 002
Análise | No Place Like Home 4

O início do No Place Like Home

Ao iniciar o jogo, você pode escolher entre dois modos de jogo: o Criativo, que disponibiliza todas as opções que você pode fazer no mundo livre desde o início, e o modo Aventura, para jogadas casuais e com uma dificuldade mais fácil.

O jogo te mostra os comandos básicos e o que é possível fazer nesse simulador, através de quadros em um tutorial linear e simples.

Você controla Ellen, que já está munida de uma espécie de aspirador com britadeira para fazer a devida limpeza do lugar, destruindo montanhas de lixo que estão espalhadas pelo cenário. A cada aspirada, Ellen recolhe itens que podem ser utilizados de diversas formas ao longo do jogo para reconstruir a fazenda de seu avô.

Após o tutorial, Ellen definitivamente chega a uma fazenda repleta de montanhas de lixo e encontra uma galinha falante chamada Cornelius, que dá missões e objetivos do que Ellen precisa fazer para, aos poucos, ir recolhendo itens ao reciclar o lixo aspirado, criar pastos e plantações, que precisam ser cuidadas diariamente, e conversar com os vizinhos próximos para ajudá-los ao longo de sua jornada.

Encontre sementes para sua colheita e prepare pratos que podem ser trocados por itens úteis. Existem diversas plantas, frutas, legumes, flores e árvores para encontrar e cultivar. Ellen também pode produzir mel, geléias, maionese e diversas outras conservas, além de construir estruturas para os animais e uma casa para chamar de sua, podendo decorar e personalizar da forma que achar melhor.

No Place Like Home 001
Análise | No Place Like Home 5

Vale a pena jogar No Place Like Home?

Por ser um jogo de simulação de fazendas bastante simples, No Place Like Home pode não atrair o grande público de gamers, apesar de também ter elementos de RPG e aventura.

Mas se você gosta do gênero, No Place Like Home oferece diversão e boas horas de jogatina, dadas as diversas opções que você pode fazer no jogo.

Alguns pontos negativos ainda estão presentes, como a falta de legendas em português do Brasil, tempo excessivo das telas de carregamento e gráficos inferiores aos demais jogos disponíveis para o Nintendo Switch, embora tenha uma arte conceitual muito bonita.

nota final
Análise por: Anderson Scheiner | Instagram: a_scheiner

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: