Pesquisar

Análise | Red Dead Redemption (PS4)

Red Dead Redemption

É engraçado pensar que Red Dead Redemption foi lançado há 13 anos atrás, pois jogando ele atualmente ele consegue ser melhor que jogos lançados recentemente como Gollum. E não à toa, Red Dead foi grande inspiração para GTA V e ganhou o GOTY em 2010, já que o jogo foi revolucionário para a época do seu lançamento.

Red-Dead-Redemption-a-US$-50-é-o-preço-correto,-afirma-CEO-da-Take-Two
Análise | Red Dead Redemption (PS4) 6

O Velho Oeste abordado como nunca

No jogo, somos transportados para o ano de 1910, uma época marcada por mudanças no cenário do Velho Oeste, sendo considerado por historiadores como o final da era dos cowboys, com gangues se extinguindo e a tecnologia evoluindo.

Então, sob a égide do governo, o apelo pela lei e a ordem ganha relevância, e a nação almeja deixar para trás o estilo de vida incivilizado que outrora permeou suas vidas, dominadas por vaqueiros conduzindo gado e pistoleiros desenfreados. Nesse cenário de transformação, somos apresentados a nosso protagonista, John Marston, com sua postura clássica de fora da lei e uma cicatriz que bota medo em qualquer um que queira o enfrentar.

Para aqueles que jogaram Red Dead Redemption 2, John Marston já é um tanto quanto conhecido, já que Marston tem presença em ambos os jogos da série. Ele é um homem em busca de reabilitar sua vida e superar o passado de crimes, quando é convocado pelo governo para um jogo perigoso: derrubar sua antiga gangue, seus antigos comparsas, e até mesmo aqueles que outrora eram sua família.

Um fator que chamava a atenção no jogo era o amplo espaço para exploração, com cenários magníficos e diversas atividades.

Um dos pontos altos do jogo era sua narrativa muito bem escrita e interessante. Era uma trama de traições entre velhos aliados, de amizades transcendendo fronteiras, e do eterno mergulho no amor da família. E assim como o roteiro, a criação de personagens aqui também é algo impressionante, e faz com que o jogador realmente passe a gostar dos personagens, desde a filha do fazendeiro, Bonnie McFarlane, que resgata Marston no início da saga, até o irlandês bêbado, pronto para atirar até na própria mãe.

Red-Dead-Redemption-0004
Análise | Red Dead Redemption (PS4) 7

Gráficos e o fato de ser apenas um port

Red Dead Redemption em 2010 era o ápice dos gráficos do PS3 e Xbox 360, e para a época é realmente impressionante o que a Rockstar conseguiu fazer com o jogo nestes hardwares. Mas agora, em 2023, esses gráficos já são datados, então a falta de aprimoramento e uma versão nativa para PS5 fazem falta nessa nova versão. O jogo não tem nenhuma alteração em questão gráfica, e as pequenas que tem são possíveis apenas pela tecnologia dos consoles de nova geração que conseguem rodar os jogos em melhor resolução. Por essa falta de aprimoramento, muitas vezes temos a sensação de estarmos jogando o jogo de PS3 atrás da retrocompatibilidade (que o PS5 não possuí com PS3).

Os dubladores do game continuam incríveis e conseguem dar vida aos personagens com maestria, tornando cada um único. Esta habilidade de criar um mundo em constante movimento, independente da presença do jogador, é uma característica intrínseca à Rockstar. As atividades nas fazendas se desenrolavam com naturalidade, desde o arar dos campos até a cavalgada dos animais.

Filme de Red Dead Redemption CEO da Take Two descarta investimentos em adaptacoes 01 1
Análise | Red Dead Redemption (PS4) 8

Mapa e atividades

O mapa de Red Dead é algo realmente incrível para época de seu lançamento, já que mescla cidades com fazendas e estradas onde você cavalga somente você e seu fiel cavalo. E navegar pelo vasto mapa era facilitado pelas viagens rápidas, possibilitando encurtar distâncias através da fogueira ou, ainda, subir em uma carruagem, que nos conduzia velozmente ao destino.

E fora isso, aqui a Rockstar realmente mostrou que a sua real habilidade é fazer um mundo realmente fascinante, que incentiva o jogador a explorar o mundo por horas e horas sem perder o interesse, e cada vez mais descobrir mais sobre esse mundo.

Red-Dead-Redemption-01
Análise | Red Dead Redemption (PS4) 9

Red Dead Redemption para novos jogadores

Sabemos que Red Dead Redemption 2 foi um sucesso colossal e que aumentou ainda mais a grandiosidade da franquia, e com esse sucesso a base de fãs naturalmente aumentou. E isso pode ter sido um dos grandes motivos para a Rockstar fazer esse port, dar a oportunidade de quem não jogou na geração do PS3 e Xbox 360 jogar agora.

E é importante ressaltar que os jogadores que jogarem o primeiro jogo agora, estarão jogando na ordem correta, já que Red Dead Redemption 2 é um prelúdio do primeiro jogo, e mostra o começo do fim da gangue de John Marston, na visão do lendário Arthur Morgan.

E dar essa oportunidade aos jogadores é louvável, porém cobrando o preço de 50 dólares pelo mesmo game de 13 anos atrás e sem nenhuma melhoria gráfica, me parece um tanto quanto estranho, principalmente após o fiasco de GTA Trilogy.

Vale a pena jogar Red Dead Redemption?

Agora em relação a Red Dead Redemption Certamente, a Rockstar poderia ter feito um remaster para a nova geração com gráficos melhores, texturas aprimoradas e completo com gráficos atualizados e jogabilidade refinada. E creio que os jogadores apesar de quererem um remake entenderiam que um remaster seria o suficiente, já que como a maioria sabe que a Rockstar está totalmente focada em GTA 6.

red dead 0001
Esta Análise foi feita com uma cópia de Red Dead Redemption cedida gentilmente pela Rockstar Games

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: