Pesquisar

Análise | Returnal PC

Análise | Returnal

Como funciona a trama?

Returnal, um dos exclusivos mais aguardados da Sony, finalmente chega ao PC em 15 de fevereiro. O jogo oferece uma experiência intensa de ação no estilo rogue like, com elementos de exploração, tiro em terceira pessoa e terror espacial. Prepare-se para enfrentar desafios incríveis em um planeta desconhecido e descobrir os segredos que ele esconde. Se você é fã de jogos de aventura, não perca essa oportunidade. Vamos juntos nesta jornada épica!

Em Returnal, assumimos o controle de Selene, uma exploradora espacial da agência Astra, que investiga um fenômeno misterioso. Durante a missão, a nave de Selene é atingida por uma tempestade e acaba caindo em Atropos, um planeta sinistro e repleto de perigos. A partir daí, a aventura começa e a história se desenrola em diversas etapas surpreendentes.

returnal
Análise | Returnal PC 11

O ciclo de Returnal

Embora Returnal seja um exclusivo da Sony, ele se difere bastante de jogos como Uncharted ou Horizon Zero Dawn, que possuem uma forte narrativa e uma abordagem cinematográfica. Em Returnal, a história é um pouco diferente: precisamos “quebrar o ciclo”, como sugere o próprio nome do jogo. Isso acontece em um planeta hostil, infestado de alienígenas de uma xenocivilização desconhecida.

Apesar de ser diferente dos padrões da Sony, Returnal é um jogo incrível que oferece uma experiência única de ação e exploração. A jogabilidade é o ponto forte do jogo, que utiliza o gênero rogue-like para criar desafios cada vez mais intensos. Logo após o incidente com a tempestade, a nossa personagem Selene acorda em um planeta desconhecido infestado de alienígenas hostis. Um ponto super positivo é que Returnal está completamente em português, tanto nas legendas quanto nas falas. Essa atenção aos detalhes traz ainda mais imersão para a comunidade brasileira, tornando a experiência ainda mais incrível.

No início do jogo, somos livres para explorar o ambiente e interagir com os objetos para escaneá-los. O jogo apresenta um tutorial para nos situar e nos familiarizar com as mecânicas de exploração e combate. Porém, o que mais chama a atenção é a ação intensa e desafiadora que nos aguarda. O gênero rogue-like do jogo não perdoa erros, então temos que nos esquivar dos ataques inimigos e atirar para todos os lados para sobreviver.

R2
Análise | Returnal PC 12

E o ciclo se repete

O ciclo de gameplay de Returnal é o que o torna único e viciante. Cada vez que somos derrotados, voltamos a cair no planeta e tudo começa de novo, porém com algumas variações. Isso cria uma sensação de descoberta constante e aumenta a expectativa do que pode acontecer e quais itens vai encontrar.

O jogo começa a deixar pistas de que algo estranho está acontecendo. Encontramos o corpo de uma agente morta, e para nossa surpresa, logo descobrimos que se trata da nossa própria personagem, Selene. O corpo está ali, bem diante dos nossos olhos.

Para documentar tudo o que está acontecendo, começamos a fazer registros de áudio, escanear itens, corpos e portas, além de tentar decifrar uma língua alienígena para entender melhor o que está acontecendo. Logo descobrimos que estamos presos em um ciclo de retorno, no qual morremos e retornamos repetidamente.

R3
Análise | Returnal PC 13

Ta mas ai perde tudo e começa do zero?

Quando morremos, descobrimos que perdemos quase tudo que coletamos durante a exploração anterior, incluindo armas, níveis, consumíveis, melhorias, acessórios e muito mais. No entanto, nem tudo está perdido.

Ao retornar à vida, descobrimos que temos uma espécie de chave chamada “éter”, que pode ser usada para abrir baús e portas, além de purificar itens contaminados por algo estranho. Se coletarmos itens contaminados sem descontaminá-los, podemos sofrer danos em nosso traje, o que pode levar a uma avaria crítica. Embora possa parecer frustrante perder tanto progresso a cada morte, a mecânica do jogo é projetada para encorajar a exploração e o aprendizado com cada tentativa.

R5
Análise | Returnal PC 14

À medida que avançamos no jogo, podemos desbloquear melhorias e habilidades permanentes que não são perdidas quando morremos. Por exemplo, uma das primeiras habilidades que desbloqueamos é a de teleportar-se, além de ganhar um gancho para se pendurar em certos locais e muito mais.

Essas melhorias e habilidades permanentes são fundamentais para a progressão no jogo e para a sobrevivência em um ambiente hostil. A cada nova habilidade desbloqueada, podemos acessar áreas que antes eram inacessíveis, o que nos permite coletar mais recursos, descobrir novas informações e enfrentar desafios ainda maiores.

R4
Análise | Returnal PC 15

Além disso, todas as informações que coletamos ao escanear textos, objetos e alienígenas ficam armazenadas no menu do jogo, permitindo que possamos consultar esses dados a qualquer momento. Essas informações podem nos ajudar a decifrar a língua alienígena, entender melhor a trama do jogo e obter insights valiosos sobre os inimigos que enfrentamos.

E como tudo isso funciona no PC?

Antes de começarmos a falar sobre as mudanças para o PC, é importante destacar uma recompensa exclusiva para os jogadores que adquirirem a versão para PC na Steam. Ao vincular a sua conta Steam à sua conta da PlayStation™Network, você terá acesso a dois trajes exclusivos:

  • ASTRA Model 9 Prototype Suit.
  • ASTRA Model 14 Tactical Suit.
S1
Análise | Returnal PC 16

Calma que tem mais!

É fato conhecido que os jogos da Sony que chegam ao PC recebem um polimento gráfico incrível, e com Returnal isso não foi exceção. O jogo conta com melhorias gráficas significativas, incluindo um contador de FPS, um medidor de uso da placa de vídeo e do processador. Além disso, Returnal oferece suporte a telas ultrawide e super ultrawide, o que é um deleite para os jogadores que buscam uma experiência imersiva.

Para aqueles que possuem hardwares potentes, o jogo permite jogar em resolução 4K, o que aumenta ainda mais a qualidade gráfica do jogo. Tudo isso somado aos belos gráficos e efeitos sonoros imersivos de Returnal, torna a experiência de jogo ainda mais agradável.

Além disso, Returnal apresenta reflexos e ray tracing aprimorados, que utilizam as tecnologias mais recentes, como DLSS, Nvidia NIs e AMD FSR2. Todas essas melhorias gráficas tornam a experiência de jogo ainda mais impressionante, mas é importante lembrar que todas essas mudanças técnicas requerem um computador compatível com peças que suportem essas tecnologias. A adição de novos recursos e aprimoramentos gráficos ajudam a proporcionar uma experiência de jogo mais fluida e imersiva eu joguei Returnal com as seguintes configurações:

  • Placa Mãe Asus Prime B450-Plus;
  • 2x 16Gb Hyper X Fury 3200Mhz;
  • Placa de video RTX 2060 Super Galax White OC;
  • SSD M.2 Nvme XPG 512Gb e 1 SSD da Kingstom de 1Tb;
  • Processador Ryzen 5 5600X;
  • Water Cooler Cooler Master MasterLiquid ML240L V2;
  • Gabinete thermaltake v250;
  • Monitor Gamer AOC Hero 27′ LED, 144 Hz, Full HD.
asdas
Análise | Returnal PC 17

Suporte para controles e teclados?

Returnal é um jogo que funciona muito bem em geral, com controles fluidos e responsivos. Quando comecei a jogar, experimentei um pouco no teclado, mas logo decidi mudar para o controle. Tenho um controle de Xbox Series, e a compatibilidade foi excelente – não tive nenhum problema. Pessoalmente, prefiro jogar jogos como esse com um controle, mas para os amantes do teclado, posso garantir que a compatibilidade é muito boa e fácil de entender.

No entanto, se você é um dos sortudos que têm um DualSense, fique tranquilo, pois Returnal também suporta esse controle no PC. Além disso, é possível personalizar as teclas do teclado de acordo com suas preferências, então você pode jogar do jeito que se sentir mais confortável.

5421
Análise | Returnal PC 18

Considerações finais

O áudio é realmente um ponto forte em Returnal, com suporte ao Dolby Atmos, a trilha sonora envolvente torna a experiência ainda mais imersiva. Jogos exclusivos da Sony geralmente apresentam uma atenção meticulosa aos detalhes, o que se reflete na qualidade do produto final. Embora o desempenho do jogo possa variar dependendo do hardware utilizado, é comum que jogos recém-lançados apresentem alguns problemas, no entanto, a equipe de desenvolvimento está sempre trabalhando em correções e melhorias, como é o caso dos patches que são disponibilizados após o lançamento. Mesmo com algumas quedas de frames em determinados mapas, não tive problemas para jogar e aproveitar a experiência.

Returnal apresenta um modo cooperativo online bastante interessante, permitindo que os jogadores se aventurem juntos em um ambiente sci-fi, com elementos de ficção científica e um mundo roguelike muito bem trabalhado. Além disso, o jogo oferece o modo de desafio conhecido como “Torre de Sísifo”, que se concentra em batalhas emocionantes.

Particularmente, a possibilidade de jogar em cooperação pode ser bastante atraente para aqueles que buscam uma experiência de jogo mais dinâmica e envolvente. No entanto, é importante notar que, mesmo que o jogo possua modo cooperativo, não há opção de crossplay entre as plataformas PlayStation e PC, limitando a experiência a cada plataforma individualmente.

54548321
Análise | Returnal PC 19

Vale a pena jogar Returnal?

Levando em consideração tudo o que foi abordado nesta análise, definitivamente vale a pena jogar Returnal. Este é mais um grande título da Sony que chega ao PC, mostrando todo o potencial da empresa. Apesar de ter um aspecto diferente, o jogo tem uma jogabilidade única e viciante. No início, pode parecer que se tornará repetitivo e cansativo rapidamente, mas à medida que você avança, fica intrigado em descobrir o que aconteceu, por que a nave caiu e por que tudo se repete. É difícil não se perder no ciclo vicioso do jogo, e antes que você perceba, horas de jogo já se passaram.

O modo cooperativo online é outro destaque, pois permite que você chame um amigo para jogar junto e aumentar ainda mais a diversão. Se você ainda não planeja comprá-lo, é uma boa ideia adicioná-lo à sua lista de desejos e adquiri-lo assim que surgir a oportunidade. Espero que tenham gostado da análise e até a próxima. Vamos jogar juntos!

nopta
Esta Análise foi feita com uma cópia cedida gentilmente pela PlayStation Brasil

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: