Análises PC PlayStation Xbox

Análise | Samurai Warriors 5

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
Samurai Warriors

Samurai Warriors 5 é o mais novo jogo da franquia, desenvolvido pela Omega Force e publicado pela Koei Tecmo. Protagonizado por Oda Nobunaga conhecido como o Rei Demônio!

Dito isso, a Manual dos games teve a honra de poder analisar desse jogo! E sem mais delongas vamos comentar tudo sobre esse último título da saga.

O jogo é um prato cheio para os fãs da franquia, trazendo combates memoráveis e personagens históricos dos jogos passados, e para os novos fãs é uma oportunidade única de ser ambientado nessa série de games tão famosa.  

Enredo de Samurai Warriors 5

Diferente dos títulos anteriores que Sanada Yukimura era um dos personagens principais, devemos começar o jogo controlando Oda Nobunaga. E começamos em uma incrível batalha, é até surpreendente a quantidade de inimigos que podemos ver em nossa tela, mas após começar o combate, é gratificante atacar tantos inimigos e vê-los voando após serem atingidos, sinto que poderia fazer isso por muito tempo e esquecer dos objetivos principais! 

Para quem conhece a franquia, sabe que Oda Nobunaga já foi um dos maiores vilões da série e o trabalho feito em cima do personagem traz um outro tipo de carisma e olhar para o personagem nunca antes visto.

A história consiste em batalhar pela unificação do Japão e também para entendermos o passado e as motivações de nosso protagonista. O grande trunfo do jogo é a possibilidade de utilizar outros personagens para repetir as missões, com isso o fator replay fica muito convidativo, com a possibilidade de utilizar outras armas, personagens e se desafiar para fazer pontuações melhores em cada fase (mais adiante falaremos sobre o sistema de rank). 

Samurai Warriors

Ainda sobre o fator replay, ao completar o capítulo 3, podemos rejogar as fases anteriores com Mitsuhide Akechi e ao optar por esse caminho, vamos passar por outras áreas que eram bloqueadas até então.

Utilizando o método de juntar fatos históricos com ficção (algo que é muito usado pelo Hideo Kojima na série Metal Gear), o game se passa na Era Sengoku (1467-1615), a título de curiosidade, Oda Nobunaga realmente existiu e já foi utilizado em outros jogos, por exemplo no Nioh.

História da saga:
O último game da franquia lançado é o Samurai Warriors: Spirit of Sanada em 2016 e o primeiro jogo da franquia foi o Samurai Warriors, lançado em 2004.

Jogabilidade e Combate

Após realizar um pequeno tutorial, iremos para o campo de batalha para enfrentar hordas e hordas de inimigos ao estilo hack and slash, o objetivo do jogo é conquistar áreas continuamente designadas e enfrentar os comandantes que as defendem. Apesar dos inúmeros inimigos em tela o jogo chega a ser relaxante, com uma variedade de golpes e combos, você pode enfrentar hordas e avançar no mapa sem perceber que o tempo está passando.

Outro ponto a se ressaltar é a troca de personagens que é liberada futuramente, podendo usar um personagem como principal (main) e outro como secundário (partner), na minha opinião é uma das melhores mecânicas no jogo, além de trocar o seu estilo de combate durante a gameplay, é possível também cobrir muitas áreas ao mesmo tempo, já que o personagem que você não está controlando se distancia e vai para outro ponto do mapa para se aproximar dos objetivos.

Durante as batalhas vamos encontrar diversos tipos de inimigos, porém os mais fortes serão os que são caracterizados como target (alvos), confira na imagem abaixo.

Os inimigos que são marcados como alvo, fazem parte das missões da fase, em sua maioria é obrigatório vence-los, algo que me agradou foi que no decorrer do jogo, encontramos mais inimigos fortes juntos, exigindo do jogador mais estratégia e habilidade para derrota-los.


Ao fim de cada batalha campal vamos nos deparar com o boss da fase, sendo ele o mais forte e resistente do mapa, podendo até ter mais de uma barra de vida.
Samurai Warriors
Ao fim dessas batalhas, podemos ver um pequeno diálogo entre o boss e nosso protagonista e logo em seguida começa uma cutscene. Uma curiosidade, caso você vença o boss e ainda exista soldados rasos na fase, eles ficarão desesperados e sairão correndo, algo muito divertido!

Outro ponto forte do jogo são os combos, podendo chegar a números absurdos, eu mesmo cheguei algumas vezes a 6.000 combos de ataque sem muita dificuldade.

E como prometido a explicação da pontuação dentro do jogo, ao concluir uma fase o jogo irá avaliar o seu desempenho final, contabilizando quantos oficiais foram mortos, tempo decorrido para terminar a fase, maior número de combos e missões secundárias realizadas. Ao fim, será dada uma pontuação onde a maior nota é S.

Com isso ganharemos experiência para distribuir em nossa árvore de habilidades, onde temos 3 seguimentos iniciais de: mais pontos de vida, mais agilidade, mais resistência e futuramente teremos outras habilidades.
Samurai Warriors

Dica de personagem! Gostei de jogar com a personagem , podemos usar combate a distância e também causar dano em área com suas flechas, isso deixa o jogo mais dinâmico e com um avanço mais rápido entre as fase.

Caso você queira conferir a lista completa de personagens, acesse aqui.

Gráfico

Graficamente, o jogo não traz nenhuma inovação gráfica ao se comparar com outros jogos de 2020 e 2021, porém para o estilo de jogo apresentado os gráficos em animação sem perder sua essência de realismo é muito bem-vinda! Vejo pequenas falhas de sincronização entre as falas e a movimentação dos lábios dos personagens, nada que atrapalhe a experiência.

Trilha sonora

Confesso que senti falta de um “algo a mais” na trilha sonora, as músicas e efeitos sonoros são bons, mas não encontrei nenhuma música empolgante que faça associá-la ao jogo ou que deixe um impacto marcante.

Vale a pena?

Samurai Warriors 5 é uma renovação para a saga, buscando agradar os novos possíveis fãs e mantendo essências de jogos anteriores para os fãs de longa data, a dificuldade do jogo não é desafiadora, porém ao avançar os chefes finais ficarão mais poderosos e resistentes, fazendo com que você tenha que utilize todo seu potencial para enfrentá-los.

Infelizmente o jogo não está disponível em português e isso dificulta a compreensão da história para quem não tem facilidade com outros idiomas. Na minha opinião o jogo tem um nicho especifico, porém caso você goste da cultura japonesas ou de jogos hack and slash, é uma boa oportunidade para conhecer uma nova série de jogos.

Para uma possível continuação da saga, o jogo está no caminho certo para se aperfeiçoar e conquistar mais fãs a longo prazo.

Esta Análise foi feito com uma cópia cedida pela Koei Tecmo


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 25 de agosto de 2021 às 09:58h.
2021-08-25 09:58:51