Análises Games

Análise | Scarlet Nexus

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
Scarlet Nexus

Scarlet Nexus nos coloca em mundo futurista e caótico, o qual podemos desbravar sob a perspectiva de Yuito Kusanagi ou Kasane Randall, protagonistas do mais novo RPG de anime da Bandai Namco. Além do game, Scarlet Nexus também ganhou um anime, ambientado no mesmo universo do jogo.

Apesar de um anúncio tímido durante o showcase da Microsoft na E3 2019, Scarlet Nexus sem dúvidas é uma das grandes apostas da Bandai para este ano.

Scarlet Nexus
Scarlet Nexus – Captura de tela: @RebecaPinhods

O universo Brainpunk pede passagem!

O cérebro humano é uma verdadeira máquina! E no universo de Scarlet Nexus, o órgão responsável por administrar tudo em nosso corpo, ganhou novas funções, como acessar a internet, trocar mensagens e também poderes, que podem (ou não) serem usados para o bem da humanidade.

Os dois protagonistas do game fazem parte da Força de Supressão de Criaturas (FSC), que como o próprio nome já sugere, se trata de uma equipe encarregada de eliminar as criaturas. Essas misteriosas e exóticas criaturas, dropam misteriosamente do céu e estão sedentas por cérebro humano.

Scarlet Nexus
Scarlet Nexus – Captura de tela: @RebecaPinhods

O gameplay viciante!

A menina dos olhos de Scarlet Nexus certamente é o seu delicioso gameplay. Por ser tratar de uma um hack and slash, já é esperado muita ação e velocidade nos combates, mas Scarlet Nexus ainda conta com uma cereja, ou melhor, uma cerejeira inteira: graças ao SAS, uma tecnologia de compartilhamento de habilidades e reforço do seus poderes, você pode pegar emprestado as habilidades de seus companheiros de equipe. A lista de poderes incluí hiper velocidade, invisibilidade, duplicação.. e muitos outros. Além disso, você pode mover objetos e atira-los contra os seus inimigo – no maior estilo Control.

Ao subir o level do seu personagem, você ganha pontos que podem ser usados para aprender novas habilidades, uma espécie de árvore de habilidades bem descomplicada – super fácil de entender, diferente de alguns RPGs mais complexos.

No geral, Scarlet Nexus não é um jogo difícil, mas algumas situações exigem que você use a habilidade certa, no momento certo.

Scarlet Nexus
Scarlet Nexus – Captura de tela: @RebecaPinhods

Gráficos modestos, mas bonitos!

Um dos pontos que Scarlet Nexus deixa a desejar é no quesito gráfico. O jogo está longe de ser feio, mas a falta de alguns detalhes não deixam claro que Scarlet Nexus é um jogo de nova geração. A ausência do Ray Tracing e um polimento maior no cenários e objetos deixa claro que o game não é um destaque da nova geração, pelo menos não no quesito visual.

Mesmo com gráficos um tanto quanto simples, Scarlet Nexus encanta por sua beleza e cenários. Os inimigos do game denominados como “Anothers”,  “Os outros” no nosso idioma nativo, são exuberantes – por várias vezes parei para observar o design único de cada inimigo – poderia ter uma variedade maior, mas são todos muito bem construídos. O jogo conta com muitos mapas, cada uma com seu design único e alguns inimigos característicos. A trilha sonora do game é ótima! Traz aquela dose de extra de ação aos combates e cria uma atmosfera de suspense, ou tranquilidade durantes os diálogos.

Scarlet Nexus
Scarlet Nexus – Captura de tela: @RebecaPinhods

Um pezinho no graphic novel

Além do design das cutscenes lembrar bastante aqueles jogos focados em diálogos, as conversas entre os personagens podem ser um pouco entediante. Esse possível tédio pode se intensificar durante os interlúdio: momento onde a história principal é pausa, e você deve conversar e criar relações com os outros personagens. Apesar de ser um momento bom para conhecer um pouco mais da rica história do game, isso pode quebrar um pouco o ritmo do jogo.

A história de Scarlet Nexus é rica e estigante, o que pode amenizar um pouco os diálogos não tão necessários  assim. O interlúdio também é o momento de fortalecer o seu vínculo com outros personagens, o que trará novas habilidades de combates ao ativar o SAS, há também algumas habilidades passivas, como quando um holograma do membro da sua equipe, te protege de um golpe do inimigo.

Scarlet Nexus
Scarlet Nexus – Captura de tela: @RebecaPinhods

Uma obra de dois protagonistas

Como o mencionado acima, Scarlet Nexus possibilita o jogador escolher dois pontos de partida, sob a perspectiva de Yuito ou Kasane. E como essas tramas coexistem, algumas pontas soltas ficam para trás após completar uma das histórias – Eu iniciei com a narrativa da Kasane, que conta algo em torno de 25 horas duração. Agora, preciso jogar com Yuito, para conhecer o outro lado dessa belíssima história! Apesar de ser um jogo longo, a trama te prende e surpreender por diversas vezes. E o fator replay é notável, uma vez que algumas pontas soltas ficam no ar após finalizar o game com um dos personagens.

Vale a pena?

As linhas de Scarlet Nexus nos levam para uma experiência única! Onde encontramos um combate dinâmico e viciante, e uma história que deixa um gostinho de quero mais a cada nova descoberta. Se o enredo e a jogabilidade prendem a nossa atenção, os gráficos simples demais e os diálogos excessivos, deixam um nó – que pode valer muito a pena desatar.

Se você é fã de jogos de anime, Scarlet Nexus é um título obrigatório! Vale também o convite para ver o anime disponível na FUNIMATION.

O jogo conta com legendas em português do Brasil e versões para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X e PC.

O game foi analisado em um PlayStation 5 com uma key gentilmente cedida pela Bandai Namco.


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 8 de julho de 2021 às 17:28h.
2021-07-08 17:28:55