Análises Destaques Games Nintendo PC PlayStation Xbox

Análise | Star Renegades

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Lançado para PS4, Xbox, PC e Nintendo Switch em novembro, Star Renegades trata-se de um roguelite que aborda uma temática futurística com um enredo interessantíssimo que dá ritmo a uma jogatina focada em um sistema de batalha em turnos viciante!

E essa obra prima do universo dos jogos independentes traz ainda um conceito de arte pixializada impressionantemente rico em detalhes, que seguramente vai te fazer pausar os combates por alguns segundos para conseguir admirar cada detalhe dos cenários!

MULTIVERSOS EM PERIGO!

As forças do Imperium atacam todas as dimensões conhecidas! Caberá a resistência interplanetária fazer frente a essa ameaça devastadora. Com esse objetivo, o robô J5T-1N foi enviado para as diversas dimensões recrutando combatentes capazes de fazer frente as hordas Imperiais.

Guiados pelo simpático J5T-1N você deverá auxiliar os combatentes da resistência em batalhas que acontecerão em diversos planetas do sistema!

RESISTA, SOBREVIVA, REPITA!

Antes de qualquer coisa, Star Renegade é um excelente roguelite, com um sistema de combate baseado em decisões estratégicas que não podem ser tomadas ao acaso, até mesmo a composição da sua equipe vai influenciar no seu desempenho ao longo das fases.

Dito isso, a performance do jogo no Nintendo Switch não é das melhores, não raramente o jogo crasha e você acabará tendo que reiniciar sua jogatina a partir do check point anterior, ao menos na minha experiência de jogo não foi lá muito incomodo, acontecendo apenas 3 vezes nas minhas mais de 35h de gameplay.

O jogo apresenta um ciclo de repetição que implementa um sistema de progressão super interessante, ao desembarcar em uma nova realidade, o robô J54T-1N recruta um grupo de heróis, e caso sua equipe seja derrotada em qualquer uma das batalhas, todo o jogo reinicia praticamente do zero, em uma nova dimensão! E acreditem quando eu digo que isso vai acontecer inúmeras vezes, e é parte fundamental do sistema de progressão proposto.

 No início de cada campanha você poderá escolher três combatentes, com habilidades e características únicas, conforme avança em uma realidade, outros poderão se aliar a sua equipe aumentando suas chances de sucesso ao longo dos combates.

Novos personagens podem ser desbloqueados com pontos acumulados ao longo dos ciclos de repetição, e além das classes básicas (guerreiro, suporte, tanque) temos algumas adições interessantes, como as Empath, suportes com habilidades mágicas, Valkyrias, guerreiras que dão toneladas de dano nos inimigos, e o sabotador, que pode stunar inimigos dentre outras coisas.

Todos os personagens desbloqueados parecem de fato únicos, com aspecto visual e personalidades diferentes. O jogo possui ainda um sistema de interação entre os personagens que, conforme criam laços de amizade entre si com o uso de cartas de apoio (curar, aumentar armadura etc.) desbloqueiam ataques conjuntos que a partir de determinado momento, passam a ser fundamentais para o seu sucesso.

A partir do momento que você monta sua equipe, é transportado a determinado planeta subdivido em áreas protegidas por tropas do Imperium. E deverá avançar zona por zona derrotando os capitães imperiais com o objetivo de libertar o planeta do domínio imperial.

Tudo é bem direto ao ponto, os momentos de exploração carregam em si um fator estratégico elementar, você precisará avançar ao longo das melhores rotar enfrentando inimigos que te permitirão evoluir de maneira adequada, além de coletar armas, armaduras e outras itens úteis ao longo da exploração.

Em cada um dos planetas, a partir de alguns combates iniciais, será iniciada uma contagem de 3 dias, quando o general que controla a área desembarca para te enfrentar. E ao final de cada dia, você se reunirá com seus colegas em uma espécie de acampamento onde poderá utilizar cartas de atributos e habilidades que facilitaram o dia seguinte. Ao final do terceiro dia, não importa onde esteja, tudo é interrompido e seus heróis serão transportados para a área do “chefão” do planeta onde uma batalha final vai se desenrolar, e meus amigos, ela será sempre ultra desafiadora!

Outro ponto super interessante é um sistema similar ao Nemeses, visto em Shadows of Mordor, onde os comandantes inimigos são promovidos ao derrotar a sua equipe. Nos encontros em realidades alternativas, esses inimigos vão se lembrar de você! Em diversos momentos do jogo é possível ver toso os comandantes que esperam por você em cada um dos planetas, e nesses momentos é possível ver as forças e fraquezas de cada um deles.

VALE A PENA JOGAR!

Star Renegade traz um visual que impressiona, com uma mecânica de jogo desafiadora em um sistema de progressão realmente divertido e desafiador. A despeito dos problemas que apresenta no Nintendo Switch, é definitivamente uma excelente opção para os aficionados pelo gênero, que não abrem mão de mecânicas de combate profundas que oferecem abordagens estratégicas realmente diversificadas.


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 6 de dezembro de 2020 às 16:37h.
2020-12-06 16:37:41