Pesquisar

Análise | Wo Long: Fallen Dynasty

Wo-Long-Fallen-Dynasty

Wo Long: Fallen Dynasty é uma aula história totalmente imersiva com fantasia!

Wo Long: Fallen Dynasty, desenvolvido pela Team Ninja, é um game do gênero Souls Like que dá aula de como ser um game da nova geração e como inovar no gênero que possui uma grande comunidade de fãs apaixonados por esse estilo de jogo.

Antes de adentrarmos a nossa análise de Wo Long, primeiramente devemos nos situar em que período o jogo se passa e qual contexto histórico é inspirado o jogo.

Contexto Histórico

Pois bem, estamos no final do século II d.C (ano de 180 d.C) e começo do século III d.C. (até o ano 220 d.C) e a Dinastia Han, que governou a China por mais de quatro séculos, está em seu período final.

As lutas pelo poder entre os pretendentes ao trono estão levando o Império à beira da guerra civil. Os membros da corte estão envolvidos em conspirações e intrigas, enquanto líderes são derrubados e novos heróis surgem em batalhas épicas.

Esse período da história chinesa é conhecido como os “Três Reinos”, uma época de tumulto político, social e militar que durou de 220 a 280 d.C. Durante essa época, três reinos rivais emergiram na China: o Wei, o Shu e o Wu, cada um liderado por um líder carismático e ambicioso que buscava unificar a China sob seu domínio, sendo eles, Liu Bei (Liú Bèi / 刘备), Cao Cao (T’sao T’sao / 曹操) e Sun Quan (Sūn Quán / 孙权).

Wo Long
Direitos autorais reservados aos seus criadores. Imagem reflete aos fatos da história, serve apenas de ilustração da época.

A história dessa época é rica em personagens lendários e batalhas épicas, como a Batalha de Guandu e a Batalha de Red Cliff. Entre os heróis mais conhecidos estão Liu Bei, Guan Yu e Zhang Fei, que foram imortalizados na clássica obra literária chinesa “Romance dos Três Reinos”.

Premissa de Wo Long: Fallen Dynasty

Como demonstrado na demo final da semana passada, o game inicia com uma cutscene, situando o jogador do que está acontecendo naquela época. E de acordo com a narrativa do jogo, nos tempos antigos fora descoberto um meio de alcançar o caminho eterno, prêmio cobiçado por todos os governantes de outrora. O prêmio cobiçado seria algo chamado de Elixir, elemento que despertou o interesse no imperador Qin que deseja a imortalidade e com esse desejo constante de ser imortal e a descoberta do elixir, o imperador não mediu esforços para alcançar tal desejo e acabou deixando um rastro catastrófico pela China.

Após sua queda, suas ações ainda surtiam efeito na nação que outrora fora maculada pelo desejo da imortalidade e com isso, muitos anos se passaram e a famosa Dinastia Han, estava à beira do colapso. E mais uma vez o Elixir ganha foco dos governantes para alcançar um poder inimaginável. A influência desse elixir nos inimigos é o principal fator para a propagação do Qi demoníaco e para a infestação de demônios por toda China.

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso.

Conforme o jogador avança na história, é revelado pelo jogo que o vilão do game, está ganhando força e espalhando ainda mais o Qi demoníaco e isso resulta em aparições ainda mais bizarras e de inimigos variados.

Jogabilidade de Wo Long: Fallen Dynasty

Desde o lançamento de Dark Souls 1 até Elden Ring e agora com o lançamento de Wo Long, posso confessar que nunca havia jogado um game no estilo souls like tão gostoso de ser jogado e isso se deve em virtude de sua jogabilidade totalmente refinada e muito bem desenvolvida.

A forma que você ataca e contra-ataca os inimigos com a deflexão, atira flechas, lança magias, e invocar as feras divinas, é algo que ao mesmo tempo é viciante, mas também é frustrante, pois, se você errar uma deflexão de um ataque especial de um inimigo ou chefão, pode ter certeza que você pagará caro por esse erro.

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso.

Dito isso, no jogo podemos pular, correr (não consome estamina), andar devagar para surpreender os inimigos com ataque crítico, procurar por estandartes de bandeira para aumentar a moral, procurar baús que serão recompensadores, procurar atalhos e matar o maior número de inimigos possíveis para chegar no final da missão com um alto nível de moral e assim facilitando a luta com o boss da fase.

Conforme o jogador vai avançando no game, é dropado em alguns inimigos ou obtido eu alguns baús ou até mesmo ao concluir algumas missões, itens de armaduras, armas e itens que podem ser usados para aprimorar as armaduras e armas ou consumíveis que auxiliarão nas batalhas.

Wo Long segue uma grande inspiração nas franquias Nioh, onde, a cada missão ou inimigo derrotado que dropa alguma arma ou peça de armadura, esses itens são nivelados de acordo com a dificuldade da missão, por exemplo: Se você derrotar um inimigo comum de nivel baixo, provavelmente será dropado algum item de 1 estrela. Se você derrotar um inimigo de nivel alto, será dropado um item de qualidade melhor. A quantia de estrelas e cor, significa a qualidade e raridade dos itens obtidos.

Ferreira em Wo Long e o Panda Demoníaco

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso

Falando em itens, como todo bom jogo de souls like, em via de regra, sempre há um ferreiro para nos auxiliar na difícil caminhada para à gloria. Em Wo Long, isso não é diferente, a partir do capítulo 2 o game já nos apresenta a ferreira que nos ajudará em melhorar, encantar, decorar (mudar aparência), reciclar (destruir), vender e comprar armas e armaduras.

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso

Além do ferreiro, há outra mecânica no game que permite o jogador de realizar uma permuta de itens (smiliar ao do Nioh, onde os jogadores encontravam os Kodamas e dropavam itens e eles coletavam e dropava outra coisa), pois bem, em Wo Long, a mecânica é similar, só que tem uma pegada mais leve, porque, no game, para realizar a troca, os jogadores encontrarão um panda demônio (Mais panda do que demônio, e a intitulação desse personagem, é porque ele foi afetado pelo Qi e passou a comer metal, sendo totalmente inofensivo aos jogadores), e provavelmente ele estará sentado e daí, o jogador terá que dropar um item que não quer mais e esperar o panda comer e dropar outra coisa (o que vem do npc é aleatório, ainda não descobri se há uma forma de padronizar o que pode ser dropado).

Pote de Cura do Dragão de Wo Long

Wo Long

Similar ao conhecido e querido estus flask da franquia souls, em Wo Long temos o Pote de Cura do Dragão, onde o jogador utiliza para restaurar sua vida. E seguindo essa premissa de souls, similar a outra franquia, no game existe um item chamado Cristal da Veia do Dragão, onde o jogador ao coletar esse item, seja em baú ou em alguma missão, ele pode ser consumido para aumentar a unidade de usos do Pote e quando atingido o número máximo, o cristal passa a aumentar a quantidade de vida recuperada ao usar o item.

Portanto, sempre que possível explore o mapa todo em busca desse item, pois, quanto mais pote de vida para ser usado, melhor será sua gameplay e não haverá tanta dificuldade.

Combate em Wo Long

Se você jogou a beta, provavelmente já tem uma ideia do que esperar no jogo e como ele pode ser difícil se você não dominar as técnicas de combate corretamente. Em Wo Long, o combate é frenético, rápido e brutal. Não há tempo para descansar ou se preparar durante a luta. Se você entrar em combate com um inimigo, esteja preparado para tudo. A inteligência artificial do jogo leva a sério a vida de cada inimigo. Cada soldado, animal ou morto-vivo dá o seu melhor nos golpes, até usando seus golpes especiais para tentar aniquilar o protagonista.

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso

Além disso, não vá achando que é só rushar nos inimigos e cair na porrada que você sairá vitorioso. Mesmo dominando as técnicas de deflexão e combate, o jogador deverá avaliar o nível de moral dos inimigos e o nível de moral do personagem (varia de 0 até 25), e o nível de moral que determina se o combate será tranquilo ou difícil, pois, o jogador ao iniciar a missão, iniciará com 0 de moral e ao matar um inimigo ou erguer um estandarte, a sua moral vai aumentando.

Wo Long

Todavia, se você sair matando os inimigos e sofrer algum dano severo, o seu nível de moral pode cair, mas, como fazer para não deixar o nível de moral cair e travar isso? Bem, como dito anteriormente, o game possui um sistema de checkpoint ou mais conhecido pelos fãs de souls, as famosas bonfires.

Locais, onde os jogadores descansam, restauram a quantia de potes de cura, gastam pontos para subir de nível, aprende magias, invocam amigos ou reforços e também serve para travar o nível de moral. Dessa forma, aqui trago duas situações que vão elucidar melhor como funciona o sistema de checkpoint do jogo em relação ao nível de moral.

Pois bem, suponhamos que o jogador esteja com nível 0 de moral e encontra um local para fincar seu estandarte e realizar o checkpoint da fase. Automaticamente, o nível de moral subirá conforme o local encontrado.

Agora, se o jogador estiver suponhamos em nível 19 de moral, matou todos os inimigos da área e encontra um local de estandarte, ao clicar para erguer a bandeira, o nível travado não será o 19, mas, sim o nível designado por aquela bandeira (ex: nível 14), logo, se o jogador sofrer dano ele poderá cair de nível.

Por fim, o jogo possui diversos estilos de armas para que o jogador possa escolher a qual melhor se adapta e cada estilo de arma, os golpes são diferenciados e possuem estilos de coreografias diferentes.

Confesso que ao jogar pela primeira vez, vendo o personagem fazendo seus golpes com o sabre, me lembrou bastante aos filmes do Jackie Chan, tendo toda aquela postura e movimentos de luta muito bem executados. Isso torna o jogo mais fantástico ainda.

Chefões e Inimigos

Em Wo Long, nenhum inimigo deve ser subestimado, e essa lição é ensinada claramente pelo jogo a qualquer jogador que ousar menosprezar um inimigo. Mesmo que um inimigo seja de um nível inferior, é preciso estar sempre atento e não baixar a guarda. Se você se descuidar, mesmo estando em um nível superior, o inimigo pode te matar e seu nível de moral irá aumentar, tornando-se um problema.

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso.

Dessa forma, é sempre mais atrativo buscar desferir um golpe crítico quando o inimigo estiver distraído, do que tentar enfrentar de frente, principalmente com os Tigres.

Dito isso, vamos aos chefões, a cada capítulo, o jogo possui um chefe específico daquele capítulo e isso torna o game mais interessante, pois, não há um chefão repetido, onde o jogador fica cansado de enfrentar.

A cada capítulo ocorre uma reviravolta, que faz com que tal personagem se revele como inimigo ou ele acaba sendo corrompido pelo Qi Demoníaco e isso acaba se tornando uma ameaça para aquele lugar.

Como dito acima, cada chefe possui um estilo de luta e estilos diferentes, por exemplo: O Chefe do capítulo 1, que é o mesmo chefão da demo final, ele possui 2 vidas, ou seja, o jogador enfrenta ele em sua forma humana (que já é um pouco apelona) e depois enfrenta ele na forma corrompida (que daí já é pra testar o jogador mesmo), e assim como em todos os demais chefões, a base para o sucesso é a deflexão dos ataques, se você defletir um ataque especial do inimigo em questão, a barra de atordoamento dele aumentará e caso ela fique cheia, ele ficará atordoado e será o momento exato para que o jogador desfira um golpe especial com o triângulo, dando assim, um grande dano na vida do chefão.

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso.

Outro ponto que auxilia muito o jogador no combate e é algo fantástico que a Team Ninja extraiu da mitologia Chinesa e colocou no game, foram as feras lendárias.

A cada conclusão de capítulo, o jogo apresenta uma cutscene, e ao fim dessa cutscene, uma fera mitológica é apresentada ao jogador e segundo deixa entender o game, o protagonista possui uma certa ligação com Elixir Eterno e por isso ele consegue absorver o Qi das feras mitológicas e invocá-las durante o combate. Nesse sentido, cada fera mitológica possui um atributo e dano diferente, seja dano de fogo, em área ou envenenamento no inimigo.

Imersividade Histórica

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso.

Wo Long apresenta uma gama de personagens históricos, como Cao Cao, Liu Bei, Guan Yu, Zhang Fei e Dong Zhuo, que o jogador encontrará durante a jornada. O jogo adapta a história da China durante o período de transição das dinastias de uma forma interessante, tornando alguns desses personagens como aliados e outros como inimigos, que são tentados pelo Elixir.

CAO CAO WO LONG
Cao Cao – Penúltimo Chanceler da Dinastia Han

Os desenvolvedores dedicaram atenção aos detalhes para trazer da forma mais fiel possível os personagens retratados. Exemplo disso, é Cao Cao um dos personagens históricos adaptados ao jogo. Ele foi um chefe militar regional e penúltimo Chanceler da Dinastia Han Oriental, adquirindo grande poder durante seus últimos anos na China antiga. Como uma das figuras centrais do período dos Três Reinos, Cao Cao lançou as bases para o que se tornaria o Reino de Wei (também conhecido como Cáo Wèi) e foi postumamente intitulado Imperador Wu de Wei. Embora muitas vezes retratado como um cruel e impiedoso tirano, Cao Cao também foi elogiado como um brilhante governante e gênio militar que tratou seus oficiais como membros da família.

Ao adaptar a história chinesa para o jogo, Wo Long oferece uma oportunidade única para os jogadores aprenderem sobre a história e a cultura chinesa, enquanto se divertem jogando. O cuidado e a atenção aos detalhes fazem com que o jogo se destaque entre outros jogos históricos.

Esses personagens retratados e os lugares retratados também, tornam o jogo uma aula de história do mais alto nível da China Feudal.

Gráficos e Áudio em Wo Long: Fallen Dynasty

Wo Long
Captura – PS5 – Leonardo Cardoso.

Wo Long: Fallen Dynasty possui opções de desempenho gráfico, onde o game pode rodar em 4K nativo e 60 FPS estáveis ou, dependendo da escolha do jogador, o jogo pode priorizar a qualidade, e as taxas de quadros por consequência sofrerão quedas, mas, isso não difere muito não, pois, o game, em termos de gráficos é muito bonito, tendo alguns momentos que podem fazer o jogador parar um pouco e prestar atenção nos personagens, nos locais, ou até mesmo nas coreografias de combate que estão muito realistas.

Quanto ao áudio do jogo, o som das armas se chocando e as flechas disparadas, aumenta ainda mais a imersividade do jogo de quão bem feito está.

A música ambiente, de quando você está explorando a área, diferencia quando entramos em combate e diferencia mais ainda quando o jogador vai enfrentar o chefão. Tem uma frase que se adapta muito bem à Wo Long que é “A música faz o momento”, e é exatamente o que o jogo tem, trilhas sonoras bem pontuadas, não muito altas que atrapalham, e nem muito baixas que passa por despercebido durante a gameplay.

Vale a pena Jogar Wo Long: Fallen Dynasty?

Existem alguns jogos que não valem a pena serem comprados ou pré-encomendados com o preço cheio, mas, Wo Long é um dos jogos que são exceção e faz com que cada centavo gasto nesse jogo, seja muito bem pago, pois, diante de tudo exposto acima, ainda há muito mais personagens históricos e lendários no game, a campanha ultrapassa facilmente das 30 horas, há um modo online de PVP e PVE, onde você pode invadir o mundo dos demais jogadores e matá-los ou jogar com os amigos e zerar juntos.

Enfim, Wo Long: Fallen Dynasty vale muito a pena ser jogado em seu lançamento.

nota review final
Esta Análise foi feita com uma cópia cedida gentilmente pela Koei Tecmo

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: