Análises Destaque Games Microsoft Nintendo Notícias PC Playstation Sony Xbox

Análise | Wolfenstein Youngblood

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Wolfenstein Youngblood é o novo game da Bethesda que chegou nessa última semana. Após o grande sucesso dos dois últimos títulos Wolfenstein: The New Order e Wolfenstein II: The New Colossus a Bethesda resolveu trazer a sequência da história com esse spin-off, que pode até agradar aos novos jogadores, mas que ficou um pouco aquém para os fãs.

As gêmeas do barulho

Wolfenstein Youngblood acontece num contexto de anos após Wolfenstein II: The New Colossus onde jogamos com BJ Blazkowicz que acabou com Hitler e assim concluiu a sua história. Agora controlamos as suas filhas Jessica e Sophia, que após o sumiço do pai se aventuram em Paris durante os anos 80 em busca de informações sobre o paradeiro dele. E para isso vão precisar encarar um exército de nazistas fortemente armados e com um novo líder mais ameaçador.


Nova jogabilidade e novos desafios

No game você tem a opção de escolher entre Jessica ou Sophia, que possuem a mesma jogabilidade e recursos. Elas vão precisar interagir nas missões para conseguir abrir baús, subir em cenários e, claro, sobreviver. A vida das duas são compartilhadas, então se uma cair é preciso resgatá-la para não perder corações. E caso os corações zerem, o jogo volta ao início da missão.

As gêmeas são muito engraçadas durante as missões. Fazem piadas sobre os nazistas ou sobre quem estão enfrentando no momento. E a dublagem em português casou perfeitamente nesses diálogos que estão muito bem trabalhados.

O ponto fraco do jogo está na inteligência artificial dele. A personagem que te segue mais atrapalha do que ajuda. Nos momentos em que você quer passar despercebido pelos inimigos, a outra anda em direção a eles e assim faz o alarme soar. Outra situação é quando você pede socorro e ela simplesmente desaparece, fazendo com que você perca os corações e reinicie a fase. Esperamos que a Bethesda lance uma atualização em breve para corrigir esse problema.


Os inimigos Youngblood agora possuem nível, assim como em jogos como The Division 2 e Assassin’s Creed Odyssey, onde quanto maior o nível, mais difícil é para derrotá-lo. E ao eliminá-los, você ganha pontos que podem ser usados para aumentar habilidades e customizar as armas, aumentando dessa forma o seu poder de fogo.

Os pontos também podem ser adquiridos através de microtransações ou você terá que repetir algumas missões para ganhar pontos suficientes para encarar missões de nível mais elevado.

O mapa de Youngblood é dividido por zonas, que podem ser acessadas por viagem rápidas, e pode ser encontrado no quartel general ou nas estações das missões após concluir objetivo.


Uma irmã incomoda muita gente, duas irmãs incomodam muito mais.

O ponto mais forte em Wolfenstein Youngblood é o fato dele ter duas personagens e a possibilidade de jogarem dois jogadores no modo cooperativo. É impressionante como o jogo muda e fica muito mais agradável.
Jogando offline frustramos facilmente várias vezes com a inteligência artificial, mas ao jogarmos com outra pessoa o game fica muito divertido e mais prazeroso de jogar. O game permite que você inicie em uma partida e que outro jogador possa entrar em sua missão, mesmo depois de iniciada. O mesmo ocorre também no modo privado, em que somente os seus amigos da conta terão acesso. Recomendamos que você jogue com alguém esse game.


A Beleza da guerra

Wolfenstein Youngblood não fica atrás dos antecessores nos gráficos. E traz uma novidade para jogadores de PC com a tecnologia Ray tracing. A versão que jogamos foi a do PS4 e não sentimos mudanças nos gráficos em comparação ao Wolfenstein II: The New Colossus, que já era lindo na época. A trilha sonora também não decepciona ao trazer músicas que se adequam perfeitamente às agitadas cenas de combates.


Conclusão

Wolfenstein Youngblood consegue trazer um dos capítulos mais engraçado e interessante da série, tudo isso com a possibilidade de jogar com um amigo. O problema fica por conta da jogabilidade offline em que a personagem simplesmente esquece que é a sua irmã.

Se você estava à procura de um jogo para se divertir com os amigos, esse game é uma ótima opção. Entretanto se você gosta de se aventurar sozinho, talvez seja preciso esperar por uma atualização da empresa.

Wolfenstein Youngblood foi gentilmente cedido à Manual dos Games para análise pela Bethesda Brasil

Publicado em 29 de julho de 2019 às 09:29h.
2019-07-29 09:29:37