Pesquisar

Bob Iger afirma que Disney+ prejudicou Marvel Studios e Pixar

Disney-Plus

Atualmente como o CEO da Walt Disney Studios, Bob Iger deu algumas declarações polêmicas, e uma delas dizendo que devido a criação de muitos conteúdos para Disney+, a plataforma foi prejudicada. De acordo com ele, por este motivo, a Pixar juntamente com a Marvel Studios também foram prejudicadas. Leia os comentários dele abaixo:

“Houve algumas decepções (recentes). Gostaríamos que alguns lançamentos tivessem um desempenho melhor (nas bilheterias). É reflexo não como um problema do ponto de vista pessoal, mas acho que, em nosso zelo de basicamente aumentar nosso conteúdo significativamente, para atender as ofertas de streaming, acabamos sobrecarregando nosso pessoal muito além – em termos de seu tempo e foco – muito além de onde eles estavam.” disse Bob Iger ao CNBC.

“A Marvel é um grande exemplo disso. Eles não estavam no negócio da TV em nenhum nível significativo, e não só aumentaram a produção de filmes, mas acabaram fazendo várias séries. E, francamente, isso diluiu o foco e a atenção do público.” acrescentou ele.

“Houve três lançamentos seguidos da Pixar que foram direto ao Disney+, principalmente por causa da pandemia, e acho que isso pode ter criado uma expectativa no público de que, eventualmente, estariam no streaming e provavelmente rapidamente, e não havia uma urgência. Ao mesmo tempo, precisamos concordar que existiram falhas criativas também.”

Anteriormente quem assumia este cargo de CEO da companhia era o Bob Chapek, que acabou sendo desligado da empresa após especulações de possíveis críticas ao seu trabalho por acionistas. Além disso, houveram diversas polêmicas com o nome do antigo CEO até chegar o Bob Iger.

Confira outras notícias recentes abaixo:

Por fim, não deixe de acompanhar a Manual dos Games nas redes sociais no FacebookInstagramTwitter e Youtube para receber os conteúdo em primeira mão!

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: