Games PC PlayStation Xbox

Call of Duty: WW2 | Jogo irá abordar o racismo e o preconceito religioso

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

De acordo com a Sledgehammer Games, Call of Duty: WW2 terá uma campanha extremamente fiel à história da Segunda Guerra Mundial, o que significa explorar temas polêmicos como a discriminação nas forças armadas.

Numa apresentação na GamesBeat Summit 2017, Glen Schofield disse que “na América tínhamos um exército segregado (separação pela cor da pele) mas as tropas Afro Americanas eram indispensáveis. Parte da história é que essas tropas cruzaram caminhos e trabalharam juntas e foi assim que aconteceu. Não escondemos o racismo, não nos afastamos dele.”

Outros temas como anti-semitismo (preconceito contra judeus) também serão abordados na campanha cinematográfica deste novo Call of Duty: WW2. O exemplo dado por Bret Robbins, diretor criativo, é o do melhor amigo do protagonista, um Judeu que desde o inicio da campanha terá complicações dentro do seu esquadrão devido ao fato de ser Judeu.


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 10 de maio de 2017 às 09:47h.
2017-05-10 09:47:34