Capcom se recusaria a ser adquirida pela Microsoft

Capcom

A Capcom aceita parcerias, mas se recusaria a ser comprada

A Capcom, desenvolvedora de algumas grandes franquias como Resident Evil, Monster Hunter e Street Fighter, revelou que não está interessada em adquirir estúdios nem em ser adquirida por outros.

Capcom

Em entrevista ao Bloomberg (via VGC), o COO Haruhito Tsujimoto disse que a empresa prefere o crescimento orgânico.

Haruhito Tsujimoto disse em entrevista:

“Acho que houve muitas conversas sobre fusões e aquisições na indústria de jogos”

“Houve uma altura em que éramos um alvo, mas em vez de adquirir uma empresa externa, preferimos o crescimento orgânico.”

Tsujimoto também disse que a Capcom acredita que pode ser um parceiro valioso para outras empresas, mas não tem intenção de ser adquirida.

Haruhito Tsujimoto ainda complementou:

“Eu recusaria graciosamente a oferta porque acredito que seria melhor se fôssemos parceiros iguais”

A declaração da Capcom é significativa em um momento em que a indústria de jogos está passando por uma onda de aquisições. Nos últimos anos, a Microsoft, a Sony e a Take-Two Interactive adquiriram várias editoras de games.

Microsoft vai participar da TGS 2022

A Capcom é uma das poucas grandes empresas de jogos que não foi adquirida. A empresa é conhecida por sua forte biblioteca de jogos e por sua capacidade de se reinventar.

Capcom promete lançar grande jogo antes de Abril de 2024

Apesar de o ano fiscal acabar apenas em Março de 2024, muitos acreditavam que a Capcom já tinha lançado seus principais jogos para este ano. Clique aqui para saber mais sobre.

Confira mais conteúdos abaixo:

Por fim, não deixe de acompanhar a Manual dos Games nas redes sociais no FacebookInstagramTwitter e Youtube para receber os conteúdo em primeira mão!

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: