Crítica | A Fuga das Galinhas: A Ameaça dos Nuggets mostra que valeu a pena esperar 23 anos

A-Fuga-das-Galinhas-A-Ameaça-dos-Nuggets

A Fuga das Galinhas: A Ameaça dos Nuggets na Netflix

A Fuga das Galinhas: A Ameaça dos Nuggets chegou ao catálogo da Netflix sendo uma continuação direta do primeiro filme, lançado há mais de 23 anos. O filme começa exatamente de onde o primeiro termina.

Ginger, Rocky e outras galinhas, após escaparem do galinheiro da Sra. Tweedy, vivem em sua ilha secreta. Após anos no paraíso, Ginger e Rocky chocam a Molly, uma galinha curiosa e corajosa igual aos pais. Molly não conhece nada fora da ilha e parte em uma jornada de conhecimento. Ela acaba conhecendo uma amiga que a chama para conhecer um lugar especial para galinhas. Ginger, Rocky e seus amigos seguem logo atrás para resgatar sua filha e descobrir porque o local é altamente protegido.

A Fuga das Galinhas

A Fuga das Galinhas: A Ameaça dos Nuggets foi feito com stop motion, assim como o primeiro filme. Cada movimento é feito por massinhas, exigindo muita dedicação e carinho do estúdio Aardman, que trabalhou duros anos para o longa, algo que hoje em dia é feito através de CGI. Então merece todo respeito e reconhecimento.

A-Fuga-das-Galinhas-A-Ameaça-dos-Nuggets-0001

O filme é muito divertido e consegue tanto chamar a atenção de novos telespectadores quanto agradar os fãs antigos. Uma produção que sabe dosar humor, drama e momentos de ação.

Aardman e a Netflix conseguiram entregar um filme que vale a pena cada minuto. Só esperamos que o terceiro filme de A Fuga das Galinhas não leve mais 23 anos! Se você gosta de animação e histórias divertidas, não deixe de conferir esse filme.

A Fuga das Galinhas A Ameaca dos Nuggets

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: