Críticas Filmes

Crítica | A Sereia: Lago dos Mortos

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

A Manual dos Games conferiu A Sereia: Lago dos Mortos, o filme russo de terror do momento, dirigido por Podgaevskiy, o mesmo diretor de A Noiva.

O filme conta a história de uma família vítima de uma “linda” sereia (quando ela está nessa forma) que usa seus encantos para se aproximar dos homens e dessa forma atraí-los e amaldiçoa-los fazendo com que suas famílias sejam destruídas.

O longa conta com a presença da atriz Viktoriya Glukhikh, que também atuou no filme A Noiva. Em A Sereia: Lago dos Mortos ela é a noiva de um dos integrantes de uma família que foi atingida pela maldição e agora ela vai tentar encontrar uma forma de salvar seu amado.

Então basicamente o filme se resume a isso, eles precisam descobrir como acabar de vez com a sereia e, portanto, vão até o seu habitat natural, o lago. Obviamente eles não têm nenhuma noção de como farão, e o que poderia ser um ponto positivo do filme acaba se tornando cansativo.

A ambientação do filme ficou excepcional, o cenário é incrível e reflete insegurança e medo de que algo possa acontecer a qualquer segundo. Por outro lado, não dá para saber se é intencional ou não, o excesso de jump scare incomoda. Sim, abusaram tanto desse recurso que em certos momentos o telespectador nem se assusta mais.

O que também chamou atenção negativamente foram os cortes rápidos e desnecessários. Sempre após uma cena de susto, o indivíduo está todo travado se preparando para mais emoção, mas daí eles cortam e mudam para uma cena em local diferente, quebrando totalmente o clima.

Quanto aos efeitos especiais, até que são bem agradáveis. Quem esperava algo de média ou baixa qualidade vai se surpreender. Não há nada de thrash na transformação da sereia em sua forma assustadora. O realismo é impressionante. Se o diretor Podgaevskiy continuar investindo nesse gênero, é possível que ele venha ser um dos melhores no universo do terror.

A Sereia: Lago dos Mortos no geral é um filme regular para quem gosta desse estilo. Mas para quem está sentindo falta de levar alguns sustos vale a pena conferir

Publicado em 27 de janeiro de 2019 às 18:59h.
2019-01-27 18:59:36