Cyberpunk 2077 | Jim Ryan diz que remover o jogo da PS Store “foi uma decisão difícil”

Cyberpunk: Ceo da Playstation, não da detalhes sobre o que será necessário para o game retorna à loja!

O CEO da Playstation, em uma entrevista recém publicada com a Axios, J. Ryan, disse que não poderia vender um jogo que poderia “resultar em uma experiência ruim” para os jogadores.

“Foi uma decisão difícil para nós tomarmos, mas, no final das contas, tínhamos que agir no interesse da comunidade PlayStation e não vender um jogo que pudesse resultar em uma experiência ruim para eles”, disse Ryan.

Nessa linha, cabe aqui deixar os elogios ao CEO da Playstation, tendo em vista o desastre de lançamento e a quebra de expectativas a respeito do game, portanto, parabéns à Playstation por ter tomado essa atitude com o objetivo de evitar que os usuários da plataforma gastassem dinheiro com um game que não foi o que se esperava. Logo, Jim Ryan não deu detalhes sobre o que será necessário para o retorno do jogo.

Após três atrasos, o RPG altamente hypado e antecipado foi lançado em dezembro de 2020 com  uma série de problemas técnicos, principalmente no  PS4  e no  Xbox One, em virtude desses graves problemas o game acabou por ser removido da PlayStation Store uma semana após seu lançamento.

Na época, a CD Projekt prometeu melhorar o título com patches futuros e informou que a atualização 1.2 de março de 2021  resolveria mais de 500 melhorias, mas também disse que os clientes que não estivessem satisfeitos poderiam solicitar o reembolso, desde que cumprisse alguns requisitos.

Cyberpunk

Em maio, a CD Projekt disse que ainda estava aguardando a aprovação da Sony para trazer o Cyberpunk 2077 de volta à PlayStation Store.

“Infelizmente, não tenho nenhuma informação nova a esse respeito”, disse o CEO Adam Kiciński por meio de um tradutor.
“Ainda estamos em discussões e a cada patch o jogo fica melhor e há um progresso visível, mas como dissemos a decisão é exclusiva da Sony, por isso estamos aguardando a informação sobre o fato de que eles tomaram a decisão de traga de volta este jogo. Até então, não sou capaz de dizer mais nada.”

Questionado sobre a mesma situação no final de março, cerca de três meses e meio depois que o título foi retirado do mercado online da Sony, o vice-presidente sênior de desenvolvimento de negócios da CD Projekt, Michał Nowakowski, também disse que a decisão em última instância cabe à Sony.

“Acreditamos que estamos mais perto do que longe, mas é claro que a decisão final é deles, então vamos esperar para ver”, disse ele.

A ausência do Cyberpunk da vitrine digital da Sony certamente afetou as vendas em todas as plataformas, disse Nowakowski .

Solicitado a fornecer uma previsão de vendas atualizada para o jogo, ele não ofereceu um número, mas disse que as vendas seriam fortemente impactadas por dois fatores principais –  o lançamento do jogo para PS5 e Xbox Series X / S no segundo semestre do ano, e seu retorno à PlayStation Store. Entretanto, acredito que a Playstation deixará ainda J. Silverhand na geladeira por mais um tempo, antes de retorna à sua loja.

Veja também:

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: