Games Notícias PC Rumores

Desenvolvedor da Valve fala sobre Left 4 Dead 3 e Portal VR

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
Left 4 Dead 3

A Valve voltou ao desenvolvimento com o Half-Life: Alyx,  que é o primeiro novo Half-Life em mais de uma década. A recepção para o jogo foi incrível e se a Valve tiver algo a dizer sobre isso, este não será o último Half-Life. Mas e as outras propriedades?

Portal  e  Left 4 Dead são propriedades amadas que não tem um terceiro jogo. No entanto, houve muitos vazamentos e muita especulação sobre novos projetos para ambos. O Portal VR foi algo sobre o qual todos ouvimos falar antes do Half-Life: Alyx ser anunciado, enquanto  Left 4 Dead 3  e Left 4 Dead VR também foram notícia.

E falando recentemente ao IGN, o programador da Valve, Robin Walker, falou mais sobre os dois. No que diz respeito aos supostos  vazamentos do Left 4 Dead 3 Walker explica que isso era apenas o material com o qual a Valve estava trabalhando para testar suas ferramentas enquanto fazia a engine Source 2 e isso nunca foi realmente algo que se materializou como um novo projeto real para eles trabalharem.

“Usamos partes de um nível de Left 4 Dead como o primeiro bit de geometria de nível para começar a construir o Source 2, então um pouco disso saiu”, disse Walker. “Foi essencialmente um teste de renderização e as pessoas pensaram que isso significava que estávamos trabalhando no Left 4 Dead “.

Left 4 Dead 3

“Construímos muitas coisas diferentes como parte da construção de tecnologia na Source 2”, continuou ele. “Havia grupos aqui que gerariam um produto em mente que tentaria ser um alvo para a engine, e alguns deles eram coisas relacionadas ao Left 4 Dead, mas nenhum deles chegou ao ponto em que estávamos ‘agora essa é uma equipe de produtos na qual vamos construir um grande produto’. Eles eram mais ferramentas para levar a Source 2 adiante. ”

Sobre o Portal e a possibilidade de um projeto de RV, Walker explicou que era algo que a Valve brincava ao explorar opções para o que se adaptar em um jogo de VR, mas eles perceberam que o movimento restrito que o VR exige atrapalhava o processo. Com vários recursos e mecânicos essenciais do Portal, eles rapidamente o abandonaram, antes de passar para o Half-Life.

“Então analisamos vários IPs e, sim, o Portal era um deles, [mas] não chegamos muito longe nisso… O objetivo principal do uso de IPs existentes é começar a tentar entender e aprender, e se começarmos removendo uma das coisas mais interessantes do IP que estamos vendo, não parecerá estamos fazendo uma boa escolha lá. ”


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 24 de março de 2020 às 10:00h.
2020-03-24 10:00:48