Dying Light 2 | Desenvolvimento supostamente está uma “bagunça total”

Dying Light 2 promete ser um grande jogo, mas por trás de tudo isso…

Bem, de acordo com o PolskiGamedev.pl, que foi uma fonte confiável de informações sobre a cena polonesa no passado, o desenvolvimento do Dying Light 2 está atualmente em “total desordem”. De acordo com um desenvolvedor anônimo da Techland, a trama e a mecânica do jogo estão continuamente em fluxo, o que impediu o progresso.

Dying Light 2 é uma bagunça total, primeiro focamos na história, depois focamos na jogabilidade… sem parar de mudar a mecânica do jogo. O moral está sempre baixo, a liderança não faz ideia do que está fazendo. A desorganização nos níveis mais altos [como este] é embaraçosa. Ainda não se sabe o que esse jogo deve ser. Outros [estúdios] um ano antes da estreia estão preocupados com a correção de bugs. Nem sequer temos uma fatia vertical!

Aparentemente, uma das principais coisas que atrapalhou é o conflito entre o escritor principal Chris Avellone e o diretor criativo Adrian Ciszewski. A essência é que Avellone quer criar uma história complicada e em camadas no estilo de RPG, mas isso não combina necessariamente com o tipo de jogo que a Techland quer fazer. Quando procurado para comentar, Avellone minimizou qualquer conflito.

Eu gosto de trabalhar no Dying Light 2 e gosto de trabalhar com a Techland. Obviamente, discutimos elementos individuais do projeto e, é claro, ele foi alterado durante as iterações subseqüentes… mas essa é uma parte normal do processo de criação.

Dying Light 2

Ciszewski insistiu em entrar na história, e sua constante atualização no jogo forçou muito trabalho para os desenvolvedores, com muitos tendo que trabalhar das 9 às 22 horas.

Nosso líder criativo [Ciszewski] cunhou a filosofia ‘design através da iteração’. Toda vez que ele tomava uma aparentemente ‘decisão final’, ela era revertida. As pessoas têm se esforçado muito pensando que estão quase terminando, mas nunca chegam à linha de chegada. Isso os queima muito.

Infelizmente, a crise está causando um efeito adverso na Techland como estúdio, pois eles perderam cerca de 50 pessoas no ano passado. Essas saídas incluem Pawel Rohleder, ex-chefe de tecnologia da Techland, responsável em grande parte pela engine Chrome da empresa.

A Techland respondeu dizendo:

Na Techland, trabalhamos em equipe e crescemos em equipe. Estamos orgulhosos de que muitos de nossos funcionários tenham escolhido estar conosco por anos.

O artigo mencionado contém várias opiniões – de nossos funcionários e de fontes anônimas. Cada opinião é importante para nós, por isso estamos analisando cuidadosamente todos os tópicos levantados. Quando se trata de Dying Light 2 – o desenvolvimento está avançando de acordo com nosso cronograma interno que revisamos no início do ano.

Dying Light 2 está com previsão para chegar este ano no PC, PlayStation 4 e Xbox One.


Para mais informações sobre games acompanhe a Manual no FacebookTwitterInstagram e através de nosso canal no Youtube.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: