Destaque Especiais Jogos

Especial | Melhores vilões de Far Cry, do pior ao melhor

Radugui StoreRadugui Store

Os vilões em Far Cry são sempre muito mais interessantes que todo o resto do jogo. Eles são cativantes, tem uma história muita épica e sempre fazem da franquia uma marca registrada. Pensando nisso fizemos uma lista que lista os vilões do game do pior ao melhor.

4. The Jackal – Far Cry 2

O Chacal é um notório comerciante de armas que tem vendido suas armas para muitos países da África por pelo menos 16 guerras: recentemente, para as facções rivais da Frente Unida pela Libertação e do Trabalho e da Aliança para a Resistência Popular. Além das duas facções em guerra, ele é conhecido por vender suas armas para muitas lojas de armas espalhadas pelo país africano . Como foi dito no início do jogo, cada arma, bala e cadáver é rastreada por ele.

Ele é procurado pela ONU por quebrar muitas leis de armas, mas conseguiu evitar as autoridades por muitos anos agora. O Chacal é conhecido por vender suas armas a preços muito baixos e ser muito bom em se esconder. Apesar de sua aparente falta de moral, ele é um homem de crenças humanistas e niilistas, citando inclusive Beyond Good and Evil , de Frederich Nietzche, quando o jogador o encontra pela primeira vez.

O Chacal serviu na Marinha dos Estados Unidos durante a Guerra Fria, executando armas contrabandeadas para os rebeldes em todo o mundo, da América do Sul até a África. Eventualmente, ele encontrou-se confortável na África, vendendo armas nas zonas de guerra, o que justificou lentamente suas próprias ações.

Chacal parece estar sempre um passo à frente de todos, pois de alguma forma ele sabia da chegada do jogador em Pala em seu primeiro dia, porque o UFLL e o APR se uniram e sabiam onde roubar o estojo de diamantes.

3. Pagan Min – Far Cry 4

Pagan Min é conhecido por seu terno extravagante, violência excêntrica, e abordagem geralmente indiferente. Ele trata Ajay como um aprendiz, dando conselhos para ele por rádio, mesmo Ajay sendo do Caminho Dourado e ignorando tudo que ele fala.

Na verdade, ao longo de Far Cry 4, Pagan tem várias oportunidades onde ele poderia facilmente ter tirado a vida de Ajay, mas não quis. Pagan se afirma que ele quer mudar Kyrat e trazer a nação em um futuro glorioso nas cinzas da velha sociedade. Em Kyrat, Pagan é muito conhecido como um ditador cruel, que lembra os cultos de personalidade totalitários que cercam ditadores comunistas históricos, como Mao Zedong, Kim Il-Sung, e Joseph Stalin.

Ele controla todos os meios de comunicação em Kyrat, que ele inunda com propaganda para seu governo e regime. No entanto, os acontecimentos de Far Cry 4 revelam que Pagan Min tornou-se um recluso em seu Palácio Real, passando-se do fardo da liderança de seus tenentes Yuma Lau, Noore Najjar, e Paul “De Pleur”.

2. Joseph Seed – Far Cry 5

Seed realmente acredita que ele foi escolhido por Deus, e que ele foi informado do fim do mundo. Seu objetivo é proteger seus seguidores, ou “filhos” do próximo fim e levá-los ao “portal do Éden”.

Ele é um megalomaníaco implacável que é o fundador e líder da organização cult cultuada no Condado de Hope, ” Project at Eden’s Gate “, ao lado de seus irmãos que ele chama de ” The Heralds “; Jacob , John e Faith Seed . O Portão do Éden usou tanto a coerção como a violência para trazer os residentes existentes do condado de Hope para o seu culto, conforme ordenado por Seed, e, a partir dos eventos representados no jogo, está em conflito direto com a Resistência e seus membros.

Ele tinha uma esposa e uma filha, ambas envolvidas em algum tipo de acidente de carro enquanto viajavam para ver um amigo. Durante o acidente, sua esposa foi morta, deixando-o com apenas sua filha pequena. Quando ele estava no hospital, ele disse que eles lhe entregaram um pacote rosa cheio de tubos (sua filha). Enquanto em uma sala sozinha com sua filha, Joseph acredita que foi quando Deus lhe contou sobre o fim do mundo e para começar a Porta do Éden. Ele então matou sua filha apertando o tubo de plástico preso ao rosto dela. Por que ele fez isso não é totalmente claro, mas parece que ele sentiu que não poderia cuidar dela como em suas palavras, ele era um “ninguém do nada com nada”.

1. Vaas Montenegro – Far Cry 3

Por volta de 2012, Vaas se envolveu com drogas e acabou se envolvendo com o traficante Hoyt Volker. Ele viu potencial em Vaas e sempre conversavam juntos, como amigos. Volker acabou o tornando seu braço direito e comandante dos Piratas, então ele começou a matar, roubar e obedecer fielmente Hoyt.

Juntos eles cresceram tanto que tomaram com seu exército as Rook Islands, Vaas acabou não só tomando controle dos Piratas, mas da Ilha Norte inteira. Hoyt lhe dava as ordens de como ter e controlas os negócios e eventualmente o vistava, a esse ponto, Vaas havia virado um cachorro-louco psicopata que gosta do sofrimento, a úncia pessoa que ele respeitava e mostrava respeito era para seu chefe, Hoyt Volker. Isso causou um desespero e inimizade com os Rakyat e com sua irmã que aos poucos se tornou sua inimiga, Hoyt expulsou os Rakyat da Ilha Sul para a Ilha Norte e Vaas acabou tomando controle da maioria deles.

Vaas sempre mostrou traços de Psicopata, desde pequeno. Ele é imprevisível, deixando o jogador quando o encontra, assustado e ansioso pelo o que ele vai fazer. Ele odeia muitas coisas e gosta de poucas, as poucas que ele gosta está relacionado a sofrimento e dor. Seu comportamento foi claramente inspirado no Coringa, o vilão da série de HQs de Batman.

 

Publicado em 8 de abril de 2018 às 09:31h.
2018-04-08 09:31:53

  • Compartilhe: