Fortnite | Desenvolvedores estão supostamente trabalhando 100 horas semanas

Os funcionários da Epic Games que trabalham em Fortnite tiveram que manter um cronograma de trabalho pesado, com muitas semanas de 70 a 100 horas, segundo um novo relatório publicado nesta última terça. O cronograma de lançamento de conteúdo rápido tem um custo de saúde física e mental dos funcionários, e alguns foram demitidos pelo estúdio por se recusarem a trabalhar horas extras que a empresa oficialmente diz serem “voluntários”.

De acordo com um relatório aprofundado da Polygon, o sucesso do modo Battle Royale de Fortnite transformou-a em uma força cultural e uma potência econômica, o que rendeu milhões de dólares para a Epic Games por dia. Mas os funcionários da Epic disseram que a manutenção do jogo significou horários brutais de trabalho.

“Eu trabalho em média 70 horas por semana”, disse um funcionário à Polygon, falando sob condição de anonimato. A maioria das fontes do relatório só poderia discutir as condições de trabalho na empresa se seus nomes fossem protegidos, uma vez que a maioria está sob acordos rígidos de não divulgação. “Provavelmente há pelo menos 50 ou mesmo 100 outras pessoas na Epic trabalhando nessas horas. Eu conheço pessoas que fazem 100 horas por semana.”

Fortnite

“Tudo tem que ser feito imediatamente”, disse um funcionário. “Não podemos gastar tempo com nada. Se algo quebrar – uma arma, digamos – então não podemos simplesmente desligá-lo e consertá-lo com o próximo patch. Tem que ser corrigido imediatamente e, durante todo o tempo, ainda estamos trabalhando no patch da próxima semana. É brutal.”

Os funcionários disseram que se os prazos fossem perdidos porque alguém tirou uma licença ou até mesmo os fins de semana de folga, essa pessoa seria demitida.

Um porta-voz da Epic disse a Polygon que o sucesso inesperado de Fortnite “criara dificuldades” e que os funcionários “estão trabalhando muito em Fortnite e em outros esforços da Epic”. Mas “situações extremas como semanas de trabalho de 100 horas são incrivelmente raras e em alguns casos, procuramos remediá-los imediatamente para evitar a recorrência”.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: