Games Microsoft PC PlayStation

Jogar videogame regularmente diminui risco de desenvolver sintomas depressivos, diz estudo

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
videogame

Videogame ajuda a diminuir risco de desenvolver sintomas depressivos

Um novo estudo da University College London descobriu que meninos que regularmente passam tempo jogando videogame têm menos probabilidade de desenvolver sintomas depressivos mais tarde na vida. Os pesquisadores usaram dados de 11.341 jovens com 11 anos de idade, analisando o uso de mídias sociais, jogos e internet.

Três anos depois, os cientistas voltaram com os jovens, então com 14 anos, e fizeram-lhes perguntas sobre sintomas depressivos, como mau humor, falta de concentração e perda de prazer. Eles descobriram que os meninos que jogaram videogame na maioria dos dias tiveram uma redução de 24% nos sintomas depressivos três anos depois, em comparação com os meninos que jogaram videogame menos de uma vez por mês.

Jogar videogame regularmente diminui risco de desenvolver sintomas depressivos, diz estudo

No entanto, os pesquisadores dizem que esse efeito só foi encontrado significativamente em meninos com baixos níveis de atividade física, e não foi encontrado entre as meninas. O principal autor do estudo, o estudante de doutorado Aaron Kandola, da UCL Psychiatry, disse ao Yahoo:

As telas nos permitem participar de uma ampla gama de atividades. Diretrizes e recomendações sobre o tempo de tela devem ser baseadas em nossa compreensão de como essas diferentes atividades podem influenciar a saúde mental e se essa influência é significativa.

Embora não possamos confirmar se jogar videogame realmente melhora a saúde mental, não pareceu prejudicial em nosso estudo e pode ter alguns benefícios. Particularmente durante a pandemia, os videogames têm sido uma plataforma social importante para os jovens.

Precisamos reduzir o tempo que crianças e adultos passam sentados, para sua saúde física e mental, mas isso não significa que o uso de telas seja inerentemente prejudicial.”

Os cientistas também descobriram que as meninas que passam mais tempo usando as mídias sociais têm maior probabilidade de desenvolver sintomas depressivos.

Meninas de 11 anos que usaram as redes sociais foram 13 vezes mais propensas a relatar sintomas depressivos três anos depois do que aquelas que usaram as redes sociais menos de uma vez por mês.

O líder da equipe, Aaron Drummond, explicou: “No geral, estudos longitudinais não parecem apoiar ligações substantivas de longo prazo entre o conteúdo agressivo do jogo e a agressão juvenil. As correlações entre o conteúdo agressivo do jogo e a agressão dos jovens parecem melhor explicadas por fraquezas metodológicas e efeitos de expectativa do pesquisador do que efeitos reais no mundo real.”


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 22 de fevereiro de 2021 às 09:52h.
2021-02-22 09:52:50