Jogos Notícias PC

League of Legends | Como a Riot está banindo trapaceiros

Os desenvolvedores de jogos levam as explorações a sério, muitas vezes banindo ou levando os hackers aos tribunais se o software trapaceiro atrapalhar uma partida boa e limpa. E no caso de League of Legends não é muito diferente.

É sempre interessante ver como os desenvolvedores lidam com a situação, e no caso da Riot com o League of Legends, há uma equipe anti-cheat para combater jogadores maliciosos.

Como detalhado no post do blog, usar cheats em League of Legends  é descrito como o resultado de uma das três coisas: scripting, boosting ou botting.  O script parece ser o tipo de trapaça mais influente em MOBAs, e refere-se ao uso de programas externos como aimbots, rastreadores de cooldown e combos para dar ao jogador uma vantagem injusta durante o jogo.

Em relação ao uso de script, a linha verde na imagem acima representa os criadores de scripts como uma porcentagem diária dos jogos classificados. Ele decai com o tempo, e é estatisticamente referido como “Uma boa linha”. Banwaves são exibidos na mesma escala de tempo.

O blog explica como a taxa média de ganho de uma amostra aleatória deve ser de 50%, portanto, embora o script ainda possa produzir algum tipo de vantagem, fica claro que há um declínio.

Por exemplo, em um esforço para evitar a detecção, os desenvolvedores adicionaram voluntariamente atraso adicional às suas próprias ações automatizadas, essencialmente forçando-os a se comportar mais como um humano.

Scripts também são os mais úteis em campeões mecanicamente intensivos, então os desenvolvedores estão ativamente mudando as habilidades dos campeões para torná-los mais tolerantes, dando aos jogadores a chance de competir melhor com os trapaceiros.

Publicado em 25 de outubro de 2018 às 10:09h.
2018-10-25 10:09:50

  • Compartilhe: