Games Notícias PlayStation Sony

PlayStation | Ex-chefe da companhia diz que é difícil sustentar um serviço por US$ 10!

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins
PlayStation

Shawn Layden, o ex-chefe da PlayStation, que não costuma ter finesse e é bem sincero em suas entrevistas.

Nessa linha, na mais recente entrevista ao GamesIndustry.biz, o executivo afirmou que é difícil manter um serviço de assinatura de US$ 9,99 por mês com jogos custando até US$ 120 milhões, em alusão ao Xbox Game Pass e ao PS Now.

Não obstante, segundo o Ex-Chefe, seria preciso 500 milhões de assinantes para começar a recuperar o investimento.

Todavia, não há uma quantia de assinantes desse tamanho nos consoles, mesmo com a projeção de Phil Spencer, chefe da Xbox, de 250 milhões contando com futuros investimentos em tecnologias de streaming, como xCloud.

“É muito difícil lançar um jogo de US$ 120 milhões em um serviço de assinatura cobrando US$ 9,99 por mês. Se você definir, precisará ter 500 milhões de assinantes antes de começar a recuperar seu investimento. É por isso que agora você precisa assumir uma posição de liderança de perdas para tentar aumentar essa base. Mas, ainda assim, se você tiver apenas 250 milhões de consoles, não vai chegar a meio bilhão de assinantes. Então, como você circula esse quadrado? Ninguém imaginou isso ainda.

As pessoas não compram consoles porque querem mais aço e plástico na sala de estar. As pessoas compram consoles porque querem acesso ao conteúdo. Se você puder encontrar uma maneira de colocar o conteúdo nas casas das pessoas sem uma caixa, então sim, na verdade. Todo mundo tem uma solução de streaming de alguma forma. A maior parte é limitada pelo fato de você precisar uma conexão decente com a Internet. E eles ainda não construíram o modelo de negócios que funciona para isso.”

Não obstante, o ex-chefe da PlayStation comentou sobre o crescente custo dos jogos, após dizer em 2020 que o atual modelo de games AAA é insustentável.

Segundo Layden, os títulos de PlayStation 5 poderão superar a barreira de US$ 200 milhões para serem produzidos. Isto, obviamente, impactará no valor pago pelos jogadores e poderá limitar a base de players.

PlayStation

Todavia, Layden, poderá fornecer seus conhecimentos e comentários sobre a indústria como consultor do Streamline Media Group, empresa que integra entretenimento, jogos, tecnologias e outras mídias.

Em suma, por outro lado, o executivo concordou com um artigo do site Push Square sobre a perda de relevância da E3 para o setor de games. Ele ainda se encontrava no comando da PlayStation, quando a Sony decidiu deixar o evento em 2019.

Além da PlayStation, confira:


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 28 de julho de 2021 às 13:25h.
2021-07-28 13:25:05