Análises Artigos Jogos

Análise | Crash Bandicoot N’ Sane Trilogy

Review | Crash Bandicoot N' Sane Trilogy

Se me dissessem há alguns anos que Crash Bandicoot estaria nas plataformas da Microsoft, eu duvidaria. Após meses na pré-venda, um dos mais famosos exclusivos do PlayStation, agora em versão adaptada, remasterizada e com os primeiros três títulos da nostálgica série, foi liberado. Crash Bandicoot  N’ Sane Trilogy, contém os primeiros títulos do jogo desenvolvido pela Naughty Dog, remasterizado pela Vicarious Visions e publicado pela Activision, agora está disponível nas principais plataformas da atualidade:  PlayStation 4, Nintendo Switch, Xbox One, Microsoft Windows

NOSTALGIA EXCÊNTRICA

Crash se tornou um clássico logo nos primeiros anos de lançamento. A maioria dos jogadores que tiveram PlayStation 1 ou 2, conheciam o game de alguma forma. Hoje, o nome tem um legado próprio e uma memória dentro de todos os amantes de videogames.

Crash Bandicoot N’ Sane Trilogy respeita esse legado de uma maneira inteligente: mantendo o essencial e adaptando o necessário para os consoles da nova geração. Algumas alterações de transição de cenário, mudança na interatividade dos personagens alheios ao Crash e uma nova cara nas cutscenes foram alguns dos aspectos acertadamente escolhidos para essa melhoria.

É correto afirmar que o game permanece em seu lugar, mantém as fases clássicas do jogo e segue à risca mecanicamente todos os aspectos do original. A grande mudança vem nos gráficos com um upgrade estrondoso no visual. Não é mistério algum esse cuidado em fazer jus ao original, a Activision fez questão de destacar que o jogo é sim um remaster e não um remake. A honestidade da empresa lhe rendeu credibilidade e demonstrou um firme comprometimento ao trazer de volta as emoções de uma época de ouro, em que toda novidade nos consoles era uma surpresa super divertida.

CHARMOSO E CLÁSSICO CRASH BANDICOOT

Seguindo à risca o percurso linear apresentado há 20 anos, a coletânea mostra como a simplicidade pode trazer diversão para pessoas de todas as idades. Com um visual extremamente bem redesenhado, o encanto permanece e atinge um novo patamar nos jogos de plataforma, que infelizmente acabaram caindo em desuso com o decorrer dos anos.

De cenário em cenário é possível ver todo o cuidado e carinho da ActivisionVicarious Visions com o jogo. Não se sentir agraciado com a doce beleza visual, carisma da história e dos personagens é impossível.

MECANICAMENTE E VISUALMENTE SAUDOSISTA

Em uma época de grandes remasters e remakes, Crash Bandicoot N’ Sane Trilogy mostra a que veio e consegue despertar um delicioso sentimento de nostalgia. Com a mecânica praticamente idêntica aos títulos originais, o remaster se destaca pela sua dificuldade, que está na medida certa, trazendo um desafio de jogo real, que recompensa o progresso do jogador e também é denotada ao longo do gameplay,  onde a vontade de explorar as fases é acompanhada de nostalgia.

Embora a mecânica do jogo tenha envelhecido muito bem para um clássico de plataforma, ainda existem algumas dificuldades extremas pela física adaptada do jogo, como é o caso do gelo — durante o segundo jogo dentro da trilogia —, que é extremamente escorregadio, ou também dos pulos, em que a precisão é afiada demais. São detalhes leves, que podem irritar pouco, no entanto não é algo que incomode de forma alguma a diversão.

Para análise, recebemos uma cópia pela Activision da recém-disponibilizada versão de Xbox One. Não houve grandes diferenças em relação a versão original, para Playstation 4. Aparentemente, o tempo de loading foi otimizado e a espera prolongada para iniciar uma fase — mesmo que sejam fases completas, sem loadings entre cenários da mesma — foi diminuído em pelo menos 40%.

Crash Bandicoot  N’ Sane Trilogy é um jogo apreciável em todos os aspectos. Se alia com a nostalgia, beleza e simplicidade do game mais importante para a Sony e Naughty Dog em 1996. Hoje, seu legado foi transmitido e muito bem aplicado pela Activision em conjunto com a desenvolvedora Vicarious Visions. O jogo não apresenta mudanças relevantes para os títulos já apresentados em 96. Para alguns, a falta de novidade pode ser um problema e a beleza visual pode não ser o suficiente.

Para boa parte do público Crash Bandicoot N’ Sane Trilogy é o melhor presente que poderia ser dado: um punhado de nostalgia, respeito e revivência de uma época que passou, mas continua inesquecível nas mentes dos jogadores. E agora se tornou palpável e mais apresentável para a atual geração. Com a recente disponibilização para outros consoles e PC, é um título já essencial para os amantes e iniciantes do estilo plataforma, dessa vez, sem desculpas!

A cópia para análise foi gentilmente cedida pela Activision.

Publicado em 1 de julho de 2018 às 02:07h.
2018-07-01 02:07:28

  • Compartilhe: