Análises Destaque Jogos Reviews e análises

Review | Forgotton Anne

Surgindo como uma alternativa ao mercado dominado pelas grandes produtoras, os jogos indies, criados por uma única pessoa ou pequenas equipes, acabaram por estabelecer um mercado rentável, com público fiel e ávido por novos lançamentos.

Em meio a esse mercado acirrado, esses jogos são caracterizados pela inovação, proporcionando aos jogadores experiências de jogo únicas, ousando com novas mecânicas e principalmente, pela diversidade de temas abordados. Alcançar uma posição de destaque em meio a essa infinidade de lançamentos, quase que diários, não é uma tarefa simples.

Desenvolvido pela ThroughLine Games e distribuido pela Square Enix Collective, disponível para PC, Ps4 e Xbox One, o recém lançado Forgotton Anne chega de forma avassaladora. Indicado para algumas das premiações mais importantes do meio, trata-se de um jogo plataforma em 2D com foco na narrativa, conforme descrito pela própria desenvolvedora, um game deaventura cinematográfica, um verdadeiro filme animado que você pode jogar.

“DEIXADOS PARA TRÁS”

A história se passa em Forgotten Lands, um mundo paralelo povoado por objetos esquecidos que ganharam vida e consciência própria, no qual dois humanos, Anne e seu Mestre Bonku, estão aprisionados e buscam um meio de voltar ao mundo “normal”.

A protagonista do jogo, Anne, é uma “enforcer”, responsável por manter a ordem em Forgotten Lands. Em um dia aparentemente normal, ela acorda em meio a uma misteriosa rebelião, onde pontos vitais da cidade são sabotados por um grupo rebelde que busca desestabilizar a administração do Mestre Bonku, tentando impedir a construção de uma ponte que, aparentemente é responsável por devolver os “forgotlings” aos seus antigos donos.

Em meio a um mundo rico em detalhes, com personagens complexos e bem desenvolvidos, capazes de nos conquistar com poucas linhas de diálogo, acompanhamos a jornada de Anne, que busca desbaratar e punir esse grupo rebelde. Ao longo dessa jornada a protagonista será posta à prova constantemente, precisará tomar decisões difíceis, por vezes cruéis, que influenciarão diretamente os acontecimentos futuros em “Forgotten Lands”.

Review | Forgotton Anne

“O CAMINHO DOS ESQUECIDOS”

Como citado anteriormente, “Forgotton Anne” é um jogo de plataforma em 2D com foco na narrativa, de modo que a mecânica do jogo em si é bastante simples. Anne pode andar, correr, pular, e se pendurar em muros e janelas. Ela conta ainda com uma ferramenta que desempenha um papel chave na história, uma luva com um fragmento de cristal encrustado capaz de armazenar energia, chamada de “Arca”. Com essa ferramenta, ela consegue controlar o anima, espécie de energia que mantem “Forgotten Lands” em movimento. Outro elemento inserido no decorrer do jogo sãos “Asas” que com o uso da energia armazenada na arca, permite que Anne salte mais alto.

Apesar do foco na narrativa, avanço do jogo e a resposta para boa parte dos problemas da história se da por intermédio da solução de puzzles. Através do controle do “anima” que a arca” dá a Anne, ela pode transferir a energia de um local para outro, ativando e desativando setores específicos do cenário, encontrando e/ou desbloqueando o caminho a ser percorrido.

Review | Forgotton Anne

E por falar nos puzzles, eles aumentam em dificuldade no decorrer do jogo, você nunca estará em uma completa zona de conforto para solucioná-los, por vezes ficará preso em trechos do jogo por longos minutos, até descobrir a solução necessária para progredir.

Outro elemento fundamental para o jogo é o sistema de escolhas, durante o diálogo com os diversos personagens que povoam a história de “forgotten lands”, Anne terá ao menos duas opções de resposta, e não se deixe enganar, as suas escolhas terão uma consequência fundamental no decorrer da história, e você será cobrado por elas no futuro.

“A CEREJA DO BOLO”

Os gráficos de Forgotton Anne” são absolutamente espetaculares, todos os desenhos parecem ser feitos a mão, com uma riqueza impressionante de detalhes e acompanhados por uma trilha sonora épica, que se encaixa com precisão milimétrica as situações apresentadas durante o gameplay.

As animações são impecáveis, e é impressionante a suavidade com que a transição entre jogo e cutscenes acontecem. Não raro o jogador ficará confuso, sem perceber que a cutscene acabou. Outro ponto forte do jogo é a dublagem, ela se encaixa perfeitamente com todos os personagens do jogo, reforçando suas personalidades únicas.

Review | Forgotton Anne

“CONCLUSÕES”

A mecânica de jogo funciona de forma satisfatória durante a maior parte do gameplay, com exceção de alguns momentos onde Anne precisa se pendurar, ocasionalmente, os saltos são confusos e não funcionam a contento. Outro problema que ocorre principalmente nos trechos finais do jogo, é um delay na transição entra as cutscenes e o gameplay. Porem são problemas irrelevantes que não chegam a comprometer a jogatina.

A base da história não é das mais originais, e em alguns momentos conseguirmos imaginar com certa precisão o que vai acontecer em seguida, porém a personalidade dos forgotlings” é profunda e complexa, eles são seres descartados e/ou esquecidos por seus companheiros, e carregam esse trauma em seu íntimo, associado a uma conflituosa esperança de serem relembrados, e esse peso emocional está presente nos diálogos e até mesmo na animação desses personagens.

A sensação de estar controlando os eventos de um desenho animado são uma constante durante o jogo, e esse é um dos elementos que tornam Forgotton Anne um jogo inesquecível, um filme com algumas horas de duração no qual podemos interferir diretamente.

“Forgotton Anne” foi cedido a Manual dos Games para análise pela Square Enix Collective.

Publicado em 15 de maio de 2018 às 23:18h.
2018-05-15 23:18:56

  • Compartilhe: