Análises Destaque Jogos Lançamentos ps4

Análise | Moonlighter

Radugui StoreRadugui Store

Moonlighter  será lançado no próximo dia 29 de maio para PC, Ps4, Nintendo Switch e XboxOne, foi desenvolvido pela Digital Sun, e produzido pela 11 Bit Studios. Trata-se de um RPG de ação com elementos de rogue-lite (criação procedural de dungeons), que promete trazer uma nova perspectiva de jogo.

Além dos elementos clássicos que definem o gênero, exploração, coleta de recursos, criação de itens, armaduras e armamentos diversos, Moonlighter se propõe a nos mostrar o outro lado da moeda, acompanharemos a vida daqueles que tornam a jornada do herói possível.

“A FEBRE DO OURO”

Durante uma escavação arqueológica, um grupo de portais foi descoberto. As pessoas rapidamente perceberam que esses portais serviam como passagens ancestrais para diferentes reinos e dimensões, e nos seus arredores se desenvolveu um  pequeno vilarejo comercial, Rynoa

O vilarejo de Rynoa rapidamente se estabeleceu como um ponto de encontro que atraia bravos exploradores e aventureiros em busca dos tesouros coletados nos perigosos reinos e dimensões guardados pelos portais descobertos durante as escavações arqueológicas.

Passado algum tempo após o frenesi da descoberta, os exploradores começaram a perceber o risco de vida que as dungeons representavam, a exploração das mesmas foi sendo reduzidas pouco a pouco, e o vilarejo da Rynoa entrou em declínio.

Em “Moonlighter” vamos acompanhar a rotina diária de Will, um mercador aventureiro que sonha secretamente em se tornar um herói, e além de revitalizar o Vilarejo, descobrir o segredo escondido no quinto portal.

Review | Moonlighter

“BEM VINDOS À MOONLIGHTER”

Durante o dia Will gerencia sua loja, a Moonligther, vendendo itens mágicos ou não, avaliando o desejo dos compradores e estabelecendo preços de acordo com as demandas do vilarejo. À noite, depois de fechar a loja, Will sai para explorar as dungeons, onde coleta os itens necessários para reabastecer o estoque da sua loja.

Em moonlighter podemos correr, esquivar, atacar, defender, realizar ataques concentrados com determinados tipos de arma e saltar obstáculos dentro das dungeons.

Vamos nos deparar com 5 portais, cada um destes dá acesso a uma determinada dimensão, onde encontraremos cenários e inimigos completamente diferentes. Cada uma dessas dungeons tem 3 níveis exploráveis, sendo que o quarto nível é protegido por um Boss, que após derrotado, desbloqueia acesso a um dos demais portais.

O jogo possui uma grande diversidade de inimigos, e a maioria deles vai apresentar características de movimentação e ataque únicas, de modo que o sistema de combate exige que o jogador crie abordagens quase sempre diferentes para derrotar e se defender de cada um deles. Os diferentes monstros dropam itens diversos, que variam em valor conforme o poder do inimigo derrotado.

Review | Moonlighter

Ao exploramos as dungeons, em cada um dos níveis nos depararemos com ao menos uma sala com baús repletos de itens especiais e, usualmente, encontraremos os inimigos mais fortes do nível explorado, e só poderemos sair de lá após derrotar todos. Além disso, nos depararemos com lagos que podem curar uma quantidade limitada de dano. Após um determinado tempo explorando um nível específico da dungeon, somos obrigados a passar para o próximo, ou enfrentar um monstro virtualmente indestrutível que começa a nos perseguir.

Logo no primeiro portal durante a exploração encontraremos três itens chave, que facilitam a locomoção de Will entre a masmorra e o vilarejo, além da manutenção dos itens na bolsa. Inicialmente teremos acesso ao “Pingente do Mercador”, que permite sair das dungeons em troca de ouro, um pouco mais à frente, o “Emblema do Mercador”, que abre um portal para o vilarejo e permite um retorno ao ponto explorado posteriormente e o “Espelho do Mercador”, que transforma itens em uma pequena quantidade de ouro.

O sistema de combate é satisfatório, e varia conforme o tipo de armamento que escolhemos utilizar. Teremos acesso a cinco tipos de armas, sendo possível alternar rapidamente o acesso com até duas delas durante o combate. Podermos ainda equipar o personagem com capacete, peitoral e botas.

Review | Moonlighter

Iniciamos o jogo com uma espada e um escudo que nos permite realizar um movimento de ataque rápido e um movimento de defesa. A arma inicial posteriormente pode ser substituída por uma espada de duas mãos, com um movimento de ataque lento e um ataque giratório, uma lança, que além do ataque rápido, nos dá a possibilidade de realizar um ataque de carga, uma luva de treinamento, que pode realizar um ataque rápido e um ataque de carga ou um arco e flecha possibilitando ataques a distância.

A alternância entre o uso de determinadas armas é um elemento chave para enfrentar os diferentes tipos de inimigos. Cada uma das armas possui um sistema de progressão próprio, sendo possível, por intermédio de itens coletados nas dungeons, aprimorá-las segundo duas ramificações distintas, onde a primeira vai priorizar o ataque bruto, e a segunda adicionar algum efeito elemental ao dano.

O sistema de coleta de itens é bastante diferente do que estamos acostumados. Will possui em sua bolsa 20 slots para carregar objetos, sendo que o jogo adiciona uma mecânica que parece ser desnecessária e irritante, por vezes (com muita frequência) esses itens possuem maldições, que variam desde a destruição de itens próximos, até a obrigação de colocá-los em determinada posição da bolsa. Teremos que perder algum tempo encontrando a melhor maneira de carregar os itens mais valiosos de volta para a loja.

Review | Moonlighter

Além do sistema de exploração e coleta de itens, outro elemento chave do jogo é a manutenção da Moonligther. Você precisará encontra o equilibro entre os itens utilizados para progressão pessoal, e os disponibilizados para venda na loja. Os preços devem ser estabelecidos com cuidado, de modo que possa agradar aos compradores além lucrar bem com a venda.

Com o ouro acumulado durante as vendas você terá acesso a aprimoramentos para a sua loja, e poderá investir na cidade, atraindo novos mercadores que te auxiliarão a revitalizar o Vilarejo e desbloquearão a possibilidade de forjar armas e armaduras, preparar poções de cura, encantar armas e armaduras, comprar itens específicos dentre outras coisas.

Review | Moonlighter

“GRÁFICOS E TRILHA SONORA”

Os gráficos pixializados de Moonlighter são apaixonantes, a paleta de cores utilizada é leve e agradável. Tudo parece ter sido desenvolvido com muito cuidado. As dungeons, apesar de não apresentarem uma criação procedural relevante, são bem desenhadas e ricas em detalhes, e a variação entre os quatro principais mundos é marcante, cada um apresenta características únicas, mantendo sempre o mesmo capricho nos detalhes do cenário e no design dos monstros. A trilha sonora é presente, e varia satisfatoriamente conforme as situações de gameplay acrescentando muito á experiência de jogo.

Review | Moonlighter

“CONCLUSÕES”

Moonlighter pode parecer ser um RPG de aventura “bobinho e fácil”, mas não se deixe enganar, ele oferece uma experiência desafiadora. A maioria dos inimigos nas dungeons apresentam perigo real, e ao morrer, você poderá voltar ao primeiro nível da masmorra ou para a loja, e invariavelmente vai perder 90% dos itens arduamente coletados durantes o tempo de exploração.

O sistema de combate é interessante e complexo, sendo imprescindível dominar o estilo de ataque e defesa oferecido por cada tipo de armamento, que deve ser utilizado com cuidado para os diferentes inimigos enfrentados. Os chefões do jogo são realmente desafiadores, e provavelmente você precisará de várias tentativas até conseguir derrotá-los.

A exploração das dungeons é dinâmica e prazerosa, diversos elementos do cenário são destrutíveis. Você se deparará com esqueletos de antigos exploradores que deixarão itens e/ou notas que vão pouco a pouco te revelando o segredo que rodeia os portais e as masmorras e, como não poderia faltar em um bom RPG, alguns locais escondidos e passagens secretas podem te render uma gorda recompensa, ou a morte.

Moonlighter é um excelente RPG de aventura com elementos de rogue-lite, que apesar de apresentar alguns bugs que raramente exigem a reinicialização do jogo, vai te proporcionar boas horas de diversão. Se você gostou de jogos como Jotun e Titan Souls, seguramente esse deve ser o seu próximo passo.

Moonlighter foi gentilmente cedido à Manual dos Games para análise pela 11 Bit Studios

 

Publicado em 28 de maio de 2018 às 16:10h.
2018-05-28 16:10:59

  • Compartilhe: