Análises Destaque Jogos Reviews e análises

Review | Omega Strike

Omega Strike foi lançado para PC em meados de 2017, chegando posteriormente ao PS4 e Xbox One. Desenvolvido pela Woblyware, Omega Strike aposta na nostalgia das gerações que cresceram no final dos anos de 1980 e 1990, com uma jogabilidade simples e intuitiva, completamente inspirada em jogos clássicos do tipo metroidvania e shooters de rolagem lateral a exemplo de Super Contra, Megaman e Supermetroid.

DOMINAÇÃO MUNDIAL

Como na maioria dos clássicos da época em que se inspira, Omega Strike tem um enredo simplista, mas que funciona bem e é uma excelente premissa para meter bala com em tudo o que se mover na sua frente.

Em algum momento no futuro próximo, o Doutor Omega, cientista genial desenvolve a técnica para a criação de super-soldados que revolucionariam o mundo, mas ele se rebela e resolve que o mundo pode ser um lugar melhor se estiver sob seu controle absoluto. Com seus exércitos de soldados mutantes, o Dr. Ômega põe toda a humanidade em cheque e marcha a passos largos em direção à dominação mundial.

Com o mundo a beira do colapso, apenas os bravos e habilidosos combatentes rebeldes Sarge, Bear e Dex desafiam o domínio do temível vilão com a ajuda do professor Einhorn e suas engenhocas científicas. Cabe a você auxiliar o trio de heróis com suas metralhadoras de munição infinita em sua jornada pela salvação mundial.

Review | Omega Strike

BALA NO ZÓIO DOS INIMIGO!

As mecânicas de jogo são extremamente simples, mas satisfatórias e divertidas, nos oferecendo doses de nostalgia na medida exata. Como nos clássicos jogos do estilo, Omega Strike vai exigir o aprendizado de novas habilidades, conquistadas ao derrotarmos os 12 chefões do jogo, além de itens indispensáveis para avançar para as próximas áreas.

O mundo do jogo é em alguma medida interconectado, e conta com 7 áreas diferentes, com características próprias, passagens secretas (não tão secretas assim) e um total de 45 inimigos únicos. Estas áreas podem ser acessadas via exploração normal, sendo que em determinado momento do jogo temos acesso a um helicóptero que funcionará como um mecanismo de viagem rápida entre elas.

A mecânica de exploração e combate se baseia no uso de três heróis jogáveis e cada um deles possui habilidades e armas únicas, podendo ser alternados em qualquer momento do jogo. Os personagens compartilham o mesmo nível de saúde, mas isso não vai ser um problema, itens para recuperar os pontos de vida são facilmente encontrados ao eliminar inimigos ou destruir alguns elementos do cenário. O uso das habilidades individuais e a alternância entre os personagens é fundamental para o avanço no jogo, e as características das armas (alcance, ângulo e frequência de tiro) que eles usam, funcionam com maior ou menor eficiência contra determinados inimigos e chefões.

Por falar nas armas, durante o gameplay você poderá coletar moedas em baús ou ao eliminar inimigos. Com o uso das moedas acumuladas, em determinado momento do jogo, um NPC vai te vender itens úteis e aprimoramentos que vão reforçar o dano causado e/ou aumentar o alcance dos tiros.

Review | Omega Strike

GRÁFICOS E TRILHA SONORA

Os gráficos pixelados são excelentes e possuem uma palheta de cores leves que acompanha bem o clima divertido do jogo. Os cenários das sete fases, embora não apresentem diferenças marcantes entre si, são ricos em detalhes e possuem um level design competente, que torna a exploração agradável e dinâmica.

A trilha sonora é excelente, e resgata bem o clima dos shooters de rolagem lateral dos anos 90.

Review | Omega Strike

CONCLUSÕES

Em determinados momentos no gameplay, a exploração de certas áreas do jogo serão muito semelhantes, sensação causada pela pouca variação entre algumas das 7 fases, tornando o jogatina um pouco monótona, que pode levar o jogador a esquecer aonde está indo. Apesar disso, Omega Strike oferece uma grande experiência de jogo que desperta o sentimento nostálgico que as horas passadas à frente dos consoles de 16 bits deixaram marcadas em nós.

Omega Strike é um excelente jogo de ação e aventura, que aposta acertadamente ao se inspirar em jogos que marcaram gerações.

Review | Omega Strike

Omega Strike foi gentilmente cedido à Manual dos Games para análise pela Woblyware

Publicado em 29 de junho de 2018 às 07:45h.
2018-06-29 07:45:11

  • Compartilhe: