Análises Destaque Literatura Nerd

Análise | Ordem Vermelha, Filhos da Degradação

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Review | Ordem Vermelha, Filhos da DegradaçãoO sucesso editorial de Game of Thrones abriu os olhos do mercado brasileiro. As editoras e o público em geral, passaram a perceber que a ficção fantástica não se trata de um gênero de literatura puramente infantil, mas sim de um universo vasto, que tem a virtude de comportar desde as histórias mais simples, até obras de alta literatura com enredos intrigantes e personagens complexos.

A partir dessa quebra de paradigma, uma avalanche de novo autores do gênero invadiram o mercado brasileiro, e nós, apreciadores desse tipo de literatura, estamos nos aproveitando a valer desse novo filão de histórias fantásticas, que consagradas mundialmente a anos, só agora estão sendo traduzidas para português.

Estes livros recebem, de maneira geral, um tratamento editorial diferenciado, por vezes sendo lançados em belíssimas edições de luxo com capa dura, acabamentos em alto e baixo relevo, tratamentos de texto impecáveis.

E se valendo dessa verdadeira explosão editorial, os autores brasileiros de ficção fantástica aproveitam o momento para conquistar seu espaço no mercado. Embora ainda careçam de maior atenção das grandes editoras, pouco a pouco conquistam terreno, e ganham novo público.

Um grande marco para essa geração, não tão nova assim, de escritores foi o lançamento de “Ordem Vermelha – Os filhos da Degradação” em 7 de dezembro de 2017, com a pompa merecida durante a realização da CCXP (Comic Con Experience) em São Paulo. Escrito por Felipe Castilho, em cocriação com Rodrigo Bastos Didier e Victor Hugo Sousa, o livro foi editado e publicado pela Editora Intrínseca em parceria com CCXP.

“Ordem Vermelha – Os filhos da Degradação” chegou em uma edição caprichada, com tratamento editorial impressionante. A arte de capa é maravilhosa, com detalhes em alto relevo. O tratamento do texto é diferenciado, com excelente diagramação, e como não poderia faltar em todo bom livro de ficção fantástica, um belo mapa acompanha a edição.

Review | Ordem Vermelha, Filhos da Degradação

Nós acompanhamos os eventos que ocorrem na cidade de Untherak, que seria a última região habitada da Terra. Essa cidade é regida a mão de ferro por uma deusa imortal de seis faces, “Una”,que por intermédio de seu “General Proghon” e da bizarra Centipedee seus Autoridadesgovernam a população da cidade a rédeas curtas.

Untherak é povoada por seis raças diferentes, lá coexistem em harmonia forçada desde humanos, gigantes, gnolls, sinfos e kaorshs até anões. Eles convivem em uma sociedade opressora, altamente repressiva e completamente decadente, servindo como verdadeiros escravos e adoradores da Deusa Seis Faces.

Em uma estrutura social completamente horizontalizada, as únicas possibilidades de ascensão estão relacionadas a uma espécie de semiescravidão, alcançada por intermédio da compra da sua liberdade parcial (por um valor exorbitante) ou através do festival da morte. O cidadão pode ainda se tornar uma “autoridade”, que funciona como uma força repressora que mantém a ordem em Untherak.

Nesse sistema opressor, onde os adoradores da deusa sobrevivem penosamente em meio ao vício em uma droga altamente viciante e destrutiva, falta de alimento e a bizarra proibição de ostentar qualquer objeto da cor vermelha, a kaorsh, conhecida como Yanisha,descobre um segredo que pode por em cheque o domínio milenar da deusa “Una”, e junto com sua esposa, Raazi e quatro outros cidadão de Untherak, arquiteta e põe em movimento um plano arriscado que terá como palco principal o “Festival da Morte”.

Review | Ordem Vermelha, Filhos da DegradaçãoO livro possui uma narrativa agradável, clara e simples, que mantém um ritmo constante, quase cinematográfico, no qual Felipe Castilho consegue dosar bem os momentos mais frenéticos de ação e reviravoltas, com intervalos mais contemplativos. Os capítulos são marcados por cortes abruptos, de modo que podemos acompanhar o ponto de vista, muito peculiar, de cada uma das personagens. Trata-se de uma história bem estruturada, os personagens são bem construídos e tão complexos quanto à sociedade em que vivem, capazes de cativar o leitor depois de poucos parágrafos.

O ponto alto da obra de Felipe Castilho em A Ordem Vermelha é a riqueza apresentada pelo universo que ele concebe em parceria com Rodrigo Bastos e Victor Hugo. As raças criadas são complexas, e mesmo podendo ser interpretadas como variações de criaturas imaginadas por clássicos como O Senhor dos Anéis, apresentam peculiaridades que as tornam únicas e interessantes. A idéia de uma cidade cercada por muros, e todo o restante do mundo tomado pela “Devastação” é excelente e descrita de forma convincente.

Os elementos base do livro são originais, Felipe Castilho nos apresenta uma história de ficção fantástica única, que embora possua elementos que possam nos remeter ao universo imaginado por Brandon Sanderson em Mystborne, são em última análise, originais e tem elementos muito particulares da cultura brasileira, seja através de uma luta proibida e disfarçada em forma de dança, ou da proibição da cor vermelha, que pode nos remeter a episódios recentes ocorridos no Brasil.Review | Ordem Vermelha, Filhos da DegradaçãoE por falar em Brasil, durante as descrições da sociedade e organização estrutural de Untherak, temos a impressão que se trata de uma grande favela ou cidade superpopulosa, dominada e reprimida a séculos por governantes desinteressados e/ou incapazes de promover qualquer tipo de mobilidade social.

Como nas boas obras de ficção, o autor não se esquiva de temas espinhosos, ele utiliza a literatura fantástica para ir além, criando uma obra de ficção que pode ser interpretada como um reflexo da sociedade brasileira moderna.

Ordem Vermelha, Os Filhos da Degradação é seguramente um excelente livro de ficção fantástica, que apesar de apresentar alguns clichês do gênero, possui identidade própria e é recomendada para todos os apreciadores de fantasia e da boa literatura.

Publicado em 18 de maio de 2018 às 11:24h.
2018-05-18 11:24:14