Pesquisar

Stellar Blade: Revista sul-coreana rebate acusações contra o corpo de Eve

Stellar-Blade

Maxim é uma revista masculina criada no Reino Unido em 1995 que se expandiu para mais de 20 países ao longo dos anos, um deles sendo a Coréia do Sul. E uma das modelos da Maxim Korea é justamente Shin Jae-eun, a modelo de corpo de Eve em Stellar Blade, confirmado pelo próprio diretor do jogo em entrevista para a Push Square em fevereiro.

Após uma prévia de um jornalista da IGN França, que jogou a recente demo de Stellar Blade dizer que o design da personagem havia sido feito “por alguém que nunca havia visto uma mulher de verdade em sua vida” polemizar pela internet, a própria revista Maxim Korea soltou um vídeo em seu canal do YouTube rebatendo essas falas:

No vídeo, a apresentadora questiona o que de fato seria um “corpo realista”, e ressalta as falas do jornalista francês, apontando que, no caso de Eve, trata-se de um corpo realista por ter sido baseado em uma pessoa real. Ela ainda mostra o vídeo de um ensaio realizado por Shin Jae-eun para mostrar suas curvas e rebater as acusações.

stellarbladeshin
Stellar Blade: Revista sul-coreana rebate acusações contra o corpo de Eve 3

IGN França pede desculpas pela declaração sobre Stellar Blade

Desde então, o site francês publicou um pedido de desculpas à Shift Up, dizendo que o texto original continha uma passagem que nunca deveria ter sido publicada, e que já foi editado. Eles também pediram desculpas à quaisquer funcionários da desenvolvedora de Stellar Blade que poderiam ter se sentido ofendidos com a publicação. A IGN França ressaltou que é apenas uma filial, e que a IGN principal não tem envolvimento neste incidente.

Uma postagem em um fórum, supostamente pertencente ao jornalista francês do artigo original, foi encontrada onde ele é visto discordando das acusações em torno de sua declaração:

ignfrancajornalistastellarblade 1
Stellar Blade: Revista sul-coreana rebate acusações contra o corpo de Eve 4

Sim, sem problema, vá contar isso para as mulheres que são agredidas, mortas, denegridas, ou que cometem suicídio porque não conseguem atender aos padrões fictícios esperados pelos homens. O problema não é o próprio design sexy (exceto que é péssimo comparado a outros, mas ei, isso não importa), mas a porcentagem de homens que só querem esse tipo de corpo fictício na realidade. Obviamente entendemos que isso não choca pessoas que pensam que mulheres são objetos que devem obedecer e ser espancadas. Esse design nos faz suspirar e revirar os olhos, e rimos de qualquer pessoa que precise dele, homem ou mulher, mas é isso.

A observação certamente conflitante no texto, que direciona todo o processo criativo, não necessariamente a um designer específico ou ao diretor do jogo – isso é óbvio para quem conhece um pouco de francês -, só tem esse impacto porque uma boa parte dos gamers se tornaram muito frágeis devido a serem alimentados pelo patriarcado.

Não se sabe se o jornalista foi punido de alguma forma pelo site pelas suas declarações ou não.

Stellar Blade lança em 26 de abril para o PS5.

Confira outros conteúdos Manual dos Games:

Por fim, não deixe de acompanhar a Manual dos Games nas redes sociais no FacebookInstagramTwitter e Youtube para receber os conteúdos em primeira mão!

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: