Jogos Notícias

Sega | Ex-presidente admite que o Mega Drive/Genesis foi feito para bater a Nintendo

Na última edição da publicação japonesa Famitsu, o ex-presidente da Sega, Hideki Sato – que liderou a empresa entre 2001 e 2003 – falou sobre o período anterior e do lançamento do Sega Mega Drive/Genesis. Quando perguntado sobre o planejamento que foi feito para a criação do sistema, Sato confessou que a equipe simplesmente queria criar um console de videogame que pudesse vencer a Nintendo:

Em suma, só queríamos fazer uma consola de jogos que pudesse bater a Nintendo. Nós lançamos nosso primeiro console de videogame, o SG-1000, e ele vendeu 160.000 unidades. Esses eram números enormes, considerando que a Sega só fez jogos de arcade que vendiam não mais do que vários milhares de unidades até então. No entanto, não teve chance contra o Famicom, que foi lançado no mesmo dia…

Naquela época, tínhamos alguns funcionários da Sega visitando as lojas de departamentos para ver as embalagens dos produtos e a reação dos clientes, mas em vez disso, vimos os computadores da família voando nas prateleiras, bem diante de nossos olhos. Eles disseram que eram cerca de dez para cada um que comprasse o SG-1000.

Ele admitiu que a Sega não poderia competir contra o software de qualidade da Nintendo “Eu pensei que a diferença estava no software. Honestamente, a qualidade do software não foi tão boa.”  comentou Hideki Sato “A razão foi porque a empresa viu os consoles de videogame como um extra ou bônus, em certo sentido. Não conseguimos que nossa equipe de desenvolvimento interno mudasse. Nós não tivemos escolha senão terceirizar o software, mas contra o bom software da Nintendo, simplesmente não era para ser.”

Publicado em 7 de novembro de 2018 às 09:27h.
2018-11-07 09:27:13

  • Compartilhe: