Games Notícias PC

Servidor de Minecraft do Vaticano é atacado por hackers

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

O Minecraft é um dos maiores títulos da Microsoft que até se vê sendo usado como uma ferramenta educacional nas escolas. É um jogo com muitos usos, mas também para quem deseja a criatividade. Mas, surpreendentemente, o Vaticano criou seu próprio servidor Minecraft.

Um padre católico, pe. Robert R. Ballecer, publicou uma pesquisa em setembro perguntando qual jogo deveria ser montado no Vaticano para jogadores que desejam uma experiência menos tóxica em videogames. A pesquisa incluiu  Minecraft, Team Fortress 2, ARK  e  Rust. Eventualmente, a pesquisa terminou com o Minecraft  assumindo a liderança com 64% dos votos.

A história foi contada pela Rome Reports, que publicou um vídeo com o padre. A idéia por trás da configuração do servidor era que os jogadores tivessem um lugar para ir, livre de toxicidade e permitindo que os jogadores construíssem relacionamentos e expressassem criatividade.

Ele explicou que: “no início, havia muitas pessoas que hesitavam porque você vê esse cara de colarinho falando sobre as últimas ofertas do Google, ou sobre como você administra fibra ótica no Atlântico, e elas não entenderam, eles disseram: ‘espere um minuto, essas duas coisas não combinam’, mas depois que as pessoas começaram a entender que tudo bem, ele sabe do que está falando e passa a ser padre. E, finalmente, esse era o ministério que eu estava tentando fazer. ”

O servidor de teste se tornou popular e Ballecer diz que está sendo alvo de trolls. Em um tweet, ele menciona que os logs do servidor mostram várias pessoas conectando e desconectando em uma tentativa de preencher os espaços dos jogadores. Ele explica que não esperava que a história fosse publicada tão cedo e está trabalhando para resolver os problemas com os trolls.

Parece que ele está passando de um servidor de teste para um servidor de produção. No entanto, o padre parece ter aumentado os núcleos e a RAM. Também existem mods no servidor, conforme detalhado por um tweet específico no qual um usuário alega não ter feito nada para ser banido.

Se os jogadores quiserem pular no servidor, poderão entrar no minecraft.digitaljesuit.com, embora no momento em o link pareça estar inativo.

Publicado em 3 de dezembro de 2019 às 07:15h.
2019-12-03 07:15:07