CoD certamente é uma das maiores franquias do mundo. Como já é de praxe, a saga recebe lançamentos anuais.

Neste modelo, os estúdios costumam revezar para entregar experiências diversificadas.

Neste ano, é a vez da Sledgehammer entregar seu jogo. O último lançamento da equipe foi o excelente CoD: WW2. Agora, o estúdio vai retornar para a mesma época mas com um tempero a mais.

Segundo um artigo do VGC, o game deste ano vai usar a mesma engine de Modern Warfare.

Em suma, a equipe deve apostar forte no realismo, podendo entregar a melhor e maior experiência de Segunda Guerra Mundial da história.

A medida também torna mais fácil a possível integração do jogo com CoD: Warzone. Por ser da mesma engine, a união das armas fica mais fácil de ser implementada.