A escassez do PS5 deve se estender até o próximo ano devido a alta demanda pelo console, disse o diretor financeiro da Sony, Hiroki Totoki.

No mês passado, já tínhamos notícias que a escassez do console não deve terminar este ano, mas de acordo com a Sony, a escassez pode se estender até 2022.

Pelo menos, foi o que o diretor financeiro da Sony disse aos investidores após o relatório mais recente de resultados financeiros.

“Como eu disse antes, nosso objetivo é ter mais volume de vendas do que o PS4 [durante o ano 2]”, Totoki já disse aos investidores no mês passado. “Mas podemos aumentar drasticamente a oferta? Não, isso não é provável.

A escassez de semicondutores é um fator, mas há outros fatores que impactarão no volume de produção. Portanto, no momento, gostaríamos de ter como objetivo [bater] as vendas do segundo ano de 14,8 milhões, que foi o segundo ano do PS4. ”

A escassez de semicondutores é um fator, mas há outros fatores que impactarão no volume de produção. Portanto, no momento, gostaríamos de ter como objetivo [bater] as vendas do segundo ano de 14,8 milhões, que foi o segundo ano do PS4. ”

A escassez de semicondutores é um fator, mas há outros fatores que impactarão no volume de produção. Portanto, no momento, gostaríamos de ter como objetivo [bater] as vendas do segundo ano de 14,8 milhões, que foi o segundo ano do PS4. ”

Em seu relatório de ganhos mais recente, a Sony informou que as vendas do PS5 ultrapassaram 7,8 milhões de unidades, ultrapassando as vendas iniciais do PS4 com lançamentos de ambos os consoles alinhados no mesmo período.

O executivo garantiu a um analista que, apesar de parecer que a demanda para ficar em casa está se estabilizando, a demanda pelo console de última da Sony não deve cair facilmente.

“Vendemos mais de 100 milhões de unidades do PlayStation 4 e, considerando nossa participação de mercado e reputação, não consigo imaginar a queda da demanda facilmente”, disse Totoki.