Análises Destaque Games PC Switch Xbox

Análise | CARRION

  • Compartilhe:
Pop Art SkinsPop Art Skins

Desenvolvido pela Phobia Game Studio e lançado para Playstation 4, PC, Xbox One e Nintendo Switch pela Delvolver Digital, Carrion trata-se de um side scroller em 2D, que em essência funciona como um metroidvania, porém ele subverte o gênero ao colocar o jogador em uma perspectiva inusitada. Em Carrion você é o monstro a ser destruído!

SE TORNE O MONSTRO!

O enredo de Carrion não traz nada de original, e esse está longe de ser o ponto forte do game, porém é funcional o suficiente para nos proporcionar o nível de imersão necessário para curtimos a jogatina!

Em uma base militar isolada, sabe Deus onde! Um cientista é contaminado por algum tipo de parasita que se desenvolve em seu corpo, até chegar ao ponto em que é literalmente consumido de dentro para fora no melhor estilo Alien! A partir dai você vai se transformar em uma besta cheia de tentáculos asquerosos e dentes capazes de dilacerar qualquer coisa!

E meus amigos, em um jogo com um pixel arte maravilhosamente aterrador, você vai destruir tudo o que estiver no seu caminho até o mundo exterior!

LIBERTEM A BESTA!

Carrion trata-se em essência de um side scroller em 2D, um metroidvania de terror que apresenta mecânicas de jogo interessantíssimas e divertidamente sanguinolentas! Sério, o negócio é pesado!

Mas como diria Jack, o Estripador, vamos por partes! Você vai assumir o controle de uma criatura vermelha e amorfa, literalmente uma massa de carne viscosa cheia de tentáculos e bocas com dentes espalhadas por todo o corpo, uma gosma rastejante capaz de consumir carne humana e expandir sua massa corporal, se espalhando por toda a instalação militar!

Seu objetivo é sair da instalação militar, que por sinal é protegida por um verdadeiro exército de soldados armados até os dentes, além de armadilhas mortais e drones capazes de te estraçalhar com certa facilidade.

O sistema de combate em Carrion é frenético, apenas os cientistas da base militar andam desarmados e serão presa fácil, os demais estarão armados até os dentes e prontos para te enfrentar. Você deverá atacá-los com seus tentáculos quebrando-os literalmente em pedaços, que após consumidos recuperarão sua barra de HP.

Os “humanos” da instalação estarão armados com pistolas, metralhadoras e se protegerão com escudos magnéticos, e a despeito de você ser um monstro tenebroso, eles de matarão após poucos tiros, o que adiciona uma boa dose de desafio a jogatina, exigindo que você tome ações rápidas e certeiras de maneira a eliminar todos os inimigos do cenário o mais rápido possível.

Basicamente você terá que invadir os diversos setores da base militar, conquistando seu caminho até a superfície. E como em todo bom metroidvania a exploração é um dos pontos altos do game. Conforme avança em seu caminho para a liberdade, assimilará novas habilidades que te permitirão acessar gradualmente todas as áreas da instalação.

Os puzzles serão frequentes e, embora não ofereçam um desafio que vá te tomar muito tempo para solucionar, serão sempre interessantes e você não ficará com aquela sensação de repetição de ações ao longo do game play.

Toda a mecânica de exploração e combate são divertidíssimas, e os controles de maneira geral serão bem polidos e responsivos, com exceção de determinados momento em que será necessário acionar alavancas interagir com objetos do cenário, em que é necessário movimentar os tentáculos do monstro por alguns segundos até conseguir prende-los no local correto, é irritante, porém não chega a atrapalhar a experiência de jogo.

VALE A PENA JOGAR?

Carrion é um metroidvania com temática de terror e ficção científica que vai te proporcionar puzzles excelentes e mecânicas de exploração super criativas. Com um pixel arte lindíssimo e uma jogatina frenética e sanguinária, é definitivamente uma excelente pedida, especialmente recomendado para o Nintendo Switch!


Para mais informações sobre games, acompanhe a Manual no Facebook, Twitter, Instagram e através de nosso canal no Youtube.

Publicado em 9 de agosto de 2020 às 18:17h.
2020-08-09 18:17:19