Pesquisar

Top 5: jogos onde a zueira não tem limites

jogos-zueira-2023

Zueira não tem limites! Se você navegava pela internet lá por volta de 2010, com certeza já se deparou com essa frase. Icônica, moldou uma geração e influenciou a maneira como a comédia e as piadas seriam vistas, com coisas absurdas e sem sentido, baixarias de 5ª série e, principalmente, os memes que se tornariam o maior orgulho de nossa nação.

Por esse motivo, existem alguns jogos que pegaram a palavra “Zueira” e a transformaram em seu tema central, além de pegarem o bom senso e a ética e jogarem-nos pela janela. Com isso, decidi reunir para vocês os top 5 jogos onde a zueira não tem limites.

Top 5 jogos onde a zueira não tem limite

Antes de começar, gostaria de lembrar que, apesar de tudo isso, a comédia e o humor têm sim limites, e quando algo precisa apelar para a ofensa ou reduzir alguém para ser engraçado, ela perde todo o sentido e precisa ser refletido. Isso foi realmente engraçado? Agora, chega de enrolação e vamos para essa lista onde a zueira não tem hora para acabar!

5 – Sunset Overdrive

Bem, o que você faria se, de repente, enquanto estivesse trabalhando como faxineiro em um evento para o lançamento de um novo energético, todos no local que tivessem tomado a bebida se transformassem em seres distorcidos ou, melhor ainda, em mutantes laranjas que não corressem atrás de carne humana, mas sim de energético?

Essa é a premissa absurda de Sunset Overdrive, um jogo de tiro em terceira pessoa desenvolvido pela Insomniac Games e publicado pela Microsoft Studios para Xbox One e PC. Um título extremamente criativo que usa da zueira em todos os sentidos possíveis, desde o personagem principal até as armas, inimigos e até mesmo a história, que não se leva a sério. É um jogo incrível que não teve todo o reconhecimento que merece.

A história se passa em uma cidade fictícia chamada Sunset City, onde uma bebida energética contaminada transformou grande parte da população em mutantes violentos conhecidos como “OD”.

O protagonista do jogo é um funcionário descontente da empresa que criou a bebida, o qual precisa lutar contra os OD e outras facções hostis para sobreviver e descobrir a verdade por trás do surto.

4 – South Park: The Fractured But Whole

Como explicar South Park? Eu acho difícil alguém não conhecer Cartman e sua turma, um programa em que a zueira colocou o bom senso para correr e é inclusivo na hora de ofender e conduzir suas críticas repletas de humor ácido.

Agora, quando falamos no mundo dos videogames, South Park já conta com diversos títulos, porém foram os desenvolvidos pela Ubisoft que conseguiram trazer toda a zueira e diversão da série para uma história original juntamente com uma jogabilidade diversa e envolvente. South Park: The Fractured But Whole é o segundo título pela Ubi e não vou dizer mais nada, apenas pesquise o nome em português que você vai entender o motivo dele estar aqui.

A história do jogo segue os personagens da série, liderados pelo protagonista “Novato”, que está se juntando aos Coon e Amigos, um grupo de super-heróis liderado por Eric Cartman, para lutar contra um novo mal que está ameaçando a cidade de South Park.

3 – Dead Rising 2

É muito divertido matar hordas de zumbis com um urso de pelúcia gigante segurando duas metralhadoras; é uma sensação indescritível. Decidi destacar o Dead Rising 2 pelo seu contexto, importância e diversão que proporciona, mas os outros títulos da saga não ficam para trás no sentido de abraçar a zueira.

Dead Rising 2 é um título de ação e aventura de zumbis em terceira pessoa, lançado em 2010 pela Capcom. É a aguardada sequência de Dead Rising 1, que mostrou para o mundo que mortos-vivos nem sempre precisam ser assustadores; muito pelo contrário, podem ser muito divertidos, com personagens, armas e inimigos que extrapolam o limite do ridículo. Mesmo que se tente ficar assustado, é uma tarefa praticamente impossível.

A história do jogo se passa alguns anos após os eventos do primeiro jogo e segue uma nova personagem chamada Chuck Greene, uma ex-campeã de motocross forçada a lutar pela sobrevivência em uma cidade infestada por zumbis.

2 – Borderlands 3

Isso sim é uma zueira bem feita, e repito, muito bem feita. A saga Borderlands ficou conhecida como uma das pioneiras no gênero loot-shooter, tem um gameplay excelente, gráficos muito bonitos e uma história com heróis e vilões envolvente. Mas o que realmente importa é a zueira, e isso o Borderlands 3 faz com maestria.

Assim como o título anterior, poderia ter colocado qualquer jogo da saga, mas por ser o último lançamento e com melhorias tão pedidas pelos fãs, decidi recomendar este. Mas quem gostar, com certeza precisa jogar os anteriores, tanto para entender a história quanto para se divertir.

Borderlands 3 é zueira do início ao fim. Até em momentos de tensão ou mesmo “dramáticos”, o jogo consegue arrancar um sorriso. As situações absurdas e os personagens ridículos são um prato cheio para qualquer um que queira dar boas risadas, principalmente com Claptrap, um robô simpático que será seu melhor companheiro.

A história do jogo se passa alguns anos após os eventos de Borderlands 2 e segue os Vault Hunters, um grupo de aventureiros que procuram tesouros alienígenas em um mundo caótico e perigoso.

A trama do jogo gira em torno da luta contra o culto Children of the Vault, liderado pelos irmãos Tyreen e Troy Calypso, que buscam controlar os poderes de vários Vaults espalhados pelo universo. Os Vault Hunters devem viajar por diferentes planetas e enfrentar diversos inimigos, incluindo monstros, robôs e outros grupos de saqueadores, para impedir o plano dos Calypso e salvar o universo.

1 – Saints Row 4

Finalmente, chegamos a ele: aquele que não tem o menor senso de ridículo. Zueira para ele é ofensa, porque isso sim é comédia de qualidade. Brincadeiras à parte, Saints Row 4 é o fechamento do conhecido arco dos Saints, que se iniciou lá no Saints Row 2, de uma pequena gangue de rua à presidência dos Estados Unidos. O que você está achando? Eles não são pouca coisa não.

Saints Row IV é um jogo eletrônico de ação e aventura em terceira pessoa desenvolvido pela Volition e lançado em 2013. Eu não quero estragar a sua experiência, mas te garanto que você nunca vai jogar algo como essa saga. São coisas tão absurdas e que ultrapassam tantos limites que a única comparação que eu consigo fazer é que se trata de um “Todo Mundo em Pânico” dos videogames.

A Terra é invadida por uma raça alienígena chamada Zin, liderada pelo imperador Zinyak, que captura o presidente e seus companheiros de equipe e os coloca em uma simulação virtual de Steelport, a cidade onde se passa Saints Row: The Third. Dentro da simulação, o presidente adquire superpoderes e deve lutar contra os Zin e descobrir uma maneira de escapar da simulação e salvar a Terra.

E assim a zueira termina, brincadeira! Mas infelizmente, essa lista sim. Eu espero que vocês tenham gostado, pois cada recomendação foi feita a dedo. Se tiverem outras, deixem nos comentários, quem sabe eu não faço uma parte 2.

Confira outras notícias recentes abaixo:

Por fim, não deixe de acompanhar a Manual dos Games nas redes sociais no FacebookInstagramTwitter e Youtube para receber os conteúdo em primeira mão!

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: